sexta-feira, 29 de abril de 2011

ÓLEO DE GIRASSOL: BENEFÍCIOS PARA A SAÚDE

O óleo de girassol, extra-virgem extraído a frio, é elaborado a partir de sementes de girassol selecionadas e descascadas, apresentando sabor levemente adocicado semelhante a nozes, aroma agradável e coloração amarelo dourada e conserva todos os elementos nutritivos e as informações energéticas da planta. Pode ser utilizado diretamente sobre os alimentos, em molhos para saladas, maioneses, frituras, etc.

Trata-se de um óleo muito rico em vitamina E natural (Alfatocoferol), agindo positivamente sobre as funções reprodutoras com destacada ação antioxidante, e em ácidos graxos essenciais: ácido linoléico - Ômega 6 (66,8%) e ácido oléico - Ômega 9 (20,9%). Assim sendo, atua favoravelmente sobre a pele, aumentando sua elasticidade, sobre o sistema nervoso e endócrino, tendo seu efeito notado em todas as enfermidades degenerativas e cardiovasculares. Sua atividade é sobretudo observada em caso de hipercolesterolemia, arteriosclerose e problemas relacionados ao sistema nervoso central.

Terapia do Óleo de Girassol

Por meio da terapia do óleo de girassol, é possível curar várias enfermidades, tais como: dores de cabeça, bronquite, dor de dente, tromboses, artroses, eczemas, úlceras de estômago, problemas intestinais, cardíacos e renais, encefalite, doenças crônicas dos sistemas circulatório, nervoso, digestivo e respiratório.

Essa terapia consiste simplesmente em fazer bochechos com o óleo, provocando um processo de cura dentro do organismo. Dessa forma, é possível curar simultaneamente células, tecidos e órgãos do corpo evitando a destruição da microflora. O método atua simultaneamente sobre todo o organismo - prevenindo e curando, bem como, aumenta o equilíbrio do organismo.

Como fazer o bochecho

1. Faça o bochecho com no máximo 1 colher de sopa, no mínimo 1 colher de chá de óleo vegetal de girassol prensado a frio durante 15 a 20 minutos, três vezes ao dia, antes das refeições, com estômago vazio (não engula o óleo).

2. No início, ele terá uma textura mais grossa e depois ficará cada vez mais fluído (ralo). Quando ele estiver mais ralo, você deve cuspi-lo. O líquido cuspido deve estar branco como leite. Se ainda estiver amarelo, significa que o tempo de bochecho não foi suficiente.

3. Após cuspir o óleo, faça bochecho diversas vezes com água, além de escovar bem os dentes, pois o líquido cuspido contém grande quantidade de germes e demais substâncias nocivas à saúde.

É importante enfatizar que, enquanto revolvemos o óleo na boca, o metabolismo se intensifica no organismo e o estado de saúde fica mais estável. Com efeitos mais visíveis, é possível observar que dentes moles ficam firmes, o sangramento da gengiva desaparece e os dentes ficam mais brancos.

É preciso continuar o tratamento até o organismo recuperar a sua força, sua vitalidade e um sono tranqüilo. Na hora de acordar, não deve haver cansaço ou bolsas debaixo dos olhos. É preciso recuperar um apetite sadio, um sono profundo e boa memória.

Os resultados desse método provocam surpresas e dúvidas, mas cada um pode conferir a veracidade e o efeito em seu próprio organismo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário