sexta-feira, 29 de abril de 2011

QUINUA: O ALIMENTO COMPLETO


A quinua é um grão consumido pela população andina da Bolívia há mais de 500 anos e foi considerado pela FAO (Food And Agriculture Organization) como o alimento de origem vegetal mais completo do planeta.

É uma excelente fonte de proteína de alto valor biológico, a sua combinação de aminoácidos é semelhante aos da dupla arroz e feijão. Cada grão contém 20 aminoácidos diferentes entre eles a lisina e a metionina, o que tornam a proteína da quinua completa e de boa absorção.

A quinua é uma ótima fonte de carboidrato de baixo índice glicêmico, que demora mais tempo para ser transformado em açúcar, evitando a produção de insulina em excesso, reduzindo o estoque de gordurinhas. Contém vitaminas A, E, do complexo B, sais minerais como: ferro, cálcio, magnésio, potássio, zinco e manganês, ácidos graxos ômega 3 e 6, gorduras que combatem o colesterol ruim e previnem doenças cardíacas, bem como, possui fitoestrógenos, substâncias naturais que imitam a ação de certos hormônios, ajudando a amenizar os sintomas da TPM e da menopausa.

Benefícios da Quinua

  • Acelera o metabolismo e consequentemente, queima mais caloria
  • Auxilia na prevenção de enfermidades crônicas, como osteoporose, câncer de mama, doenças do coração e outras alterações femininas decorrentes da carência de estrógenos na menopausa
  • Fortalece o sistema imunológico
  • Ajuda a combater anemias, problemas urinários e doenças do fígado
  • Regula as funções cardiovasculares
  • Auxilia a recuperação das fibras musculares
  • É útil para as crianças, pois contém lisina, um componente relacionado ao desenvolvimento da inteligência, da rapidez de reflexos e de outras funções como a memória e a aprendizagem.

A quinua pode ser encontrada na forma de grãos, farinha e flocos. Não contém glúten (proteína encontrada no trigo), sendo, portanto, uma ótima alternativa na alimentação dos celíacos (pessoas com intolerância ou alergia ao glúten).

  • Grão: no Brasil circulam aqueles de coloração amarelada. Mas existem variações de tons vermelho e preto. Deve ser colocado em uma panela com água fervente, sal e cozinhar por quinze minutos. Proporção de 2 ½ xícaras (chá) de água para 1 xícara (chá) de quinua. Conservar em geladeira por até três dias. A quinua dessa maneira pode ser utilizada em cozidos, sopas, saladas, tortas, refogados, quibe, etc.

  • Flocos: é usado como os flocos de aveia – em salada de frutas, vitaminas, iogurtes e até polvilhado em sopas.

  • Farinha: pode entrar na lista de ingredientes de pães, massas, bolos, tortas, etc. ou adicionada à salada ou ao suco. Mas cuidado com os excessos: seu sabor residual costuma ser forte. Utilize 20% do farináceo da receita original e apenas complete com a farinha de quinua.

Dica: A quinua também é considerada muito calórica. Cada 100 gramas correspondem em média 350 calorias. Por isso, deve ser utilizada de forma controlada.

SOPA DE QUINUA E LENTILHAS

Ingredientes
2 colheres (sopa) de azeite de oliva
1 cebola grande cortada
2 dentes de alho picado
2 talos de salsão cortados
1 cenoura grande picada
2 litros de caldo de legumes
150 ml de vinho branco
1 xícara de lentilhas já cozidas
1 xícara de quinua já cozidas com vinho branco

Modo de Fazer
Refogue a cebola, o alho, salsão e a cenoura no azeite. Acrescente o caldo e cozinhe até que os legumes estejam macios. Adicione a lentilha e deixe encorpar. Coloque a quinua, acerte o sal. Desligue o fogo e sirva.

QUINUA COM AMÊNDOAS E DAMASCO

Ingredientes
1 xícara de água
1 xícara de amêndoas picadas
1 xícara de damasco picados
1 colher (chá) de canela
1 colher (chá) de açafrão
sal a gosto

Modo de Fazer
Coloque a água no fogo e deixe ferver. Acrescente a quinua, o sal, a canela e o açafrão. e deixe cozinhar por 15 minutos. Retire do fogo e espere alguns minutos até ela secar. Adicione as amêndoas e o damasco, misture bem e sirva.

ÓLEO DE GIRASSOL: BENEFÍCIOS PARA A SAÚDE

O óleo de girassol, extra-virgem extraído a frio, é elaborado a partir de sementes de girassol selecionadas e descascadas, apresentando sabor levemente adocicado semelhante a nozes, aroma agradável e coloração amarelo dourada e conserva todos os elementos nutritivos e as informações energéticas da planta. Pode ser utilizado diretamente sobre os alimentos, em molhos para saladas, maioneses, frituras, etc.

Trata-se de um óleo muito rico em vitamina E natural (Alfatocoferol), agindo positivamente sobre as funções reprodutoras com destacada ação antioxidante, e em ácidos graxos essenciais: ácido linoléico - Ômega 6 (66,8%) e ácido oléico - Ômega 9 (20,9%). Assim sendo, atua favoravelmente sobre a pele, aumentando sua elasticidade, sobre o sistema nervoso e endócrino, tendo seu efeito notado em todas as enfermidades degenerativas e cardiovasculares. Sua atividade é sobretudo observada em caso de hipercolesterolemia, arteriosclerose e problemas relacionados ao sistema nervoso central.

Terapia do Óleo de Girassol

Por meio da terapia do óleo de girassol, é possível curar várias enfermidades, tais como: dores de cabeça, bronquite, dor de dente, tromboses, artroses, eczemas, úlceras de estômago, problemas intestinais, cardíacos e renais, encefalite, doenças crônicas dos sistemas circulatório, nervoso, digestivo e respiratório.

Essa terapia consiste simplesmente em fazer bochechos com o óleo, provocando um processo de cura dentro do organismo. Dessa forma, é possível curar simultaneamente células, tecidos e órgãos do corpo evitando a destruição da microflora. O método atua simultaneamente sobre todo o organismo - prevenindo e curando, bem como, aumenta o equilíbrio do organismo.

Como fazer o bochecho

1. Faça o bochecho com no máximo 1 colher de sopa, no mínimo 1 colher de chá de óleo vegetal de girassol prensado a frio durante 15 a 20 minutos, três vezes ao dia, antes das refeições, com estômago vazio (não engula o óleo).

2. No início, ele terá uma textura mais grossa e depois ficará cada vez mais fluído (ralo). Quando ele estiver mais ralo, você deve cuspi-lo. O líquido cuspido deve estar branco como leite. Se ainda estiver amarelo, significa que o tempo de bochecho não foi suficiente.

3. Após cuspir o óleo, faça bochecho diversas vezes com água, além de escovar bem os dentes, pois o líquido cuspido contém grande quantidade de germes e demais substâncias nocivas à saúde.

É importante enfatizar que, enquanto revolvemos o óleo na boca, o metabolismo se intensifica no organismo e o estado de saúde fica mais estável. Com efeitos mais visíveis, é possível observar que dentes moles ficam firmes, o sangramento da gengiva desaparece e os dentes ficam mais brancos.

É preciso continuar o tratamento até o organismo recuperar a sua força, sua vitalidade e um sono tranqüilo. Na hora de acordar, não deve haver cansaço ou bolsas debaixo dos olhos. É preciso recuperar um apetite sadio, um sono profundo e boa memória.

Os resultados desse método provocam surpresas e dúvidas, mas cada um pode conferir a veracidade e o efeito em seu próprio organismo.

BOLO DE MILHO

Ingredientes
3 ovos
1 lata milho verde
½ copo (americano) de óleo girassol
10 colheres (sopa) de milharina ou fubá
50 g de coco ralado
1 lata de leite
1 lata de açúcar
1 colher (sopa) de fermento

Modo de Fazer
Bata no liquidificador o milho sem a água, os ovos, o óleo, o leite, o açúcar. Coloque numa tigela, acrescente a milharina, o coco, o fermento e misture muito bem. Unte uma forma, polvilhe com açúcar ou milharina, coloque a massa e leve ao forno médio, pré-aquecido, por cerca de 40 minutos, ou até dourar.
Dica: Pode substituir o leite por leite de coco (1 lata). Se necessário complete a medida com leite.

quinta-feira, 28 de abril de 2011

ALIMENTOS TERMOGÊNICOS

São alimentos que elevam a temperatura do corpo, obrigando-o a trabalhar mais na digestão. Esse esforço eleva a queima de calorias e gorduras. Assim sendo, seu cardápio diário deve ter entre 10 e 15% de alimentos termogênicos.

PIMENTA VERMELHA E PIMENTÕES
Acelera o metabolismo em 20 % porque aumenta a circulação e a temperatura do corpo, melhora a digestão, controla os níveis de glicose, bem como, devido à capsaicina, substância que ajuda a reduzir o colesterol e o risco de doenças cardiovasculares O ideal é consumir 3 a 4 g por dia, no tempero de pratos quentes ou saladas.

GENGIBRE
Esta raiz coloca o metabolismo para gastar energia mais rápido. Acelera o metabolismo em 20%, possui propriedades antiinflamatórias, sendo considerada uma ótima solução para dores. Pode ser consumido cru, no tempero de aves e peixes, refogado, em forma de chá, ou com suco de frutas, batido no liquidificador. O ideal é consumir a gengibre três vezes ao dia.

CHÁ VERDE OU BRANCO
O chá verde e o branco reduzem a absorção de açúcar no sangue, diminuindo a compulsão por doces, inibem a ação da amilase (enzima responsável pela digestão de carboidratos), acelerando o transito intestinal, bem como, ajudam a neutralizar os radicais livres e diminuir o LDL (colesterol ruim). O ideal é tomar 1 xícara (chá) da bebida, cerca de 5 a dez minutos antes das principais refeições.


ÔMEGA 3
Aumenta o metabolismo basal, ou seja, calorias. Elimina o excesso de líquidos e aumenta a energia do organismo. Além disso, auxilia na redução dos níveis de colesterol e triglicerideos, da pressão arterial, bem como, funciona como antiinflamatório, previne e trata doenças cardiovasculares. Pode ser encontrado no óleo de prímula, óleo de peixes (salmão, sardinha, cavalinha e bacalhau) e semente de linhaça.


VINAGRE DE MAÇÃ
O vinagre de maçã possui mais de trinta elementos nutritivos fundamentais, mais de uma dúzia de sais minerais e enzimas essenciais, ferro, vitaminas B12, ácido fólico (bom no combate à anemia) e elementos antioxidantes (combatem os radicais livres). Ajuda a diminuir os níveis de glicose depois de uma refeição à base de carboidratos e é excelente para ajudar na redução da circunferência abdominal. O ideal é ingerir 1 ½ colher de sobremesa do vinagre dissolvido em 200 ml de água, pela manhã e antes do almoço, ou utilizar o vinagre no tempero de saladas.


ÓLEO DE COCO
É um alimento complementar, rico em triglicerideos de cadeia média que não são armazenados como forma de gordura por ser facilmente absorvido pelo intestino e, com isso, “obriga” o organismo a utilizar a gordura acumulada como fonte de energia. Contém ácido láurico que tem efeito antiviral, antibacteriano e antifúngico, bem como, é rico em vitamina E, regulariza as funções intestinais, diminui o colesterol ruim (LDL) e aumenta o colesterol bom (HDL) e fortalece o sistema imunológico.


CANELA
A canela ajuda a reduzir o açúcar do sangue, melhora os níveis de colesterol, deixa a digestão mais lenta, retardando a fome e diminuindo a vontade de comer doces, bem como, melhora o sistema imunológico e aumenta a dilatação dos vasos sanguíneos. O ideal é consumir 1g duas vezes ao dia em forma de chá, polvilhada em sopas e frutas.



GUARANÁ
O guaraná possui propriedades estimulantes do sistema nervoso central, facilita a capacidade de concentração e raciocínio, favorece o trabalho muscular, diminui a fadiga motora e psíquica, traz a sensação de conforto e bem-estar e auxilia na queima de gordura devido a grande quantidade de cafeína encontrada na planta. O ideal é consumir 2g, duas vezes ao dia em pó ou em cápsulas.


ABACAXI
Rico em fibras ajuda acelerar o metabolismo. Contêm vitaminas C, B1, B6 e sais minerais como o cálcio, ferro, fósforo e magnésio, bem como, bromelaína, que é considerada útil no controle de inflamações associadas à artrite, ajuda a reduzir coágulos no sangue, o risco de enfartes e derrames e facilita a digestão de produtos protéicos como carnes, pela alta porcentagem de celulose. Auxilia no controle dos níveis de colesterol, aumenta a resistência dos tecidos e vasos sangüíneos e mantêm o equilíbrio interno do organismo e o vigor do sistema nervoso.


CAFEÍNA
A cafeína tem como função quebrar e mobilizar a gordura, fazendo com que o corpo utilize-a como energia. Ela estimula o sistema nervoso, mantém a atenção e o bom humor graças á produção de endorfinas, bem como, evita a fadiga muscular durante as atividades físicas. É encontrada no café, chocolates, refrigerantes a base de cola, chá mate, etc.



ALGAS
Exercem o papel de “queimadoras de gordura”. A Chlorella, rica em vitaminas e minerais, regula o metabolismo, proporciona a sensação de saciedade, bem como, fortalece o sistema imunológico, combate o envelhecimento precoce e promove desintoxicação orgânica. A Chlorella é encontrada em pó, comprimidos e em cápsulas.

GELÉIA DE PIMENTA

Ingredientes

2 copos de pimenta dedo de moça sem sementes e picadas
2 xícaras de açúcar
½ raiz de gengibre descascada e picada
1 xícara de vinagre
6 dentes de alho grandes
1 colher (chá) de agar agar

Modo de Fazer
Bata no liquidificador a pimenta, a gengibre, o vinagre e o alho até obter uma pasta homogênea. Leve ao fogo baixo, uma frigideira, coloque a pasta e o açúcar e misture bem. Mexa até levantar fervura e formar uma espuma. Com uma colher retire cinco colheres da espuma e em seguida acrescente o agar agar, mexendo sempre até obter a consistência de geléia. Sirva com carnes, arroz ou de entrada com talos de legumes.

LOMBO COM GELÉIA DE PIMENTA

Ingredientes
1 kg de lombo de porco
20 ml de suco de limão
2 colheres (sopa) de óleo de soja
3 dentes de alho amassados
1 colher (sopa) de ervas finas
½ copo de vinho branco
100 g de presunto em fatias
50 g de geléia de pimenta
Sal e pimenta branca a gosto
Shoyu para pincelar

Modo de Fazer
Abra o lombo como um grande bife. Tempere com o sal, alho, pimenta, óleo, limão, ervas finas e o vinho. Forre a carne com fatias de presunto e enrole como rocambole. Deixe descansar por duas horas. Pincele com shoyu, cubra com papel alumínio e leve ao forno médio, pré aquecido por 60 minutos. Retire o papel alumínio e deixe no forno mais 20 minutos até dourar. Coloque o lombo em uma travessa, decore com a geléia de pimenta e sirva.

SUCO TERMOGÊNICO

Ingredientes
1 ½ copo de água
3 cenouras sem casca 
2 maçãs sem casca 
1 pedaço pequeno de gengibre 
2 folhas de couve 
10 folhas de hortelã 
1 talo de salsão 

Modo de Fazer
Bater todos os ingredientes no liquidificador e beber pela manhã, em jejum.

quarta-feira, 27 de abril de 2011

COLÁGENO


O colágeno é um tipo de proteína. Uma de suas principais funções é formar fibras que dão sustentação à pele (para quem se exercita, contribui também na formação dos músculos). Extraído do osso e da cartilagem do boi, o colágeno passa pelo processo de hidrólise (quebra das moléculas de proteína) para ser mais facilmente absorvido pelo organismo.


O colágeno hidrolisado (um tipo especial de gelatina) contém os aminoácidos essenciais glicina e prolina em concentração 20 vezes maior do que outras proteínas. Ambos são componentes importantes do tecido conjuntivo e asseguram sua consistência e elasticidade. Ele também tem efeito regenerativo em ossos e articulações.

É indicado para pessoas acima de 30 anos. Como suplemento nutricional é indicado para pessoas fisicamente ativas que desejam aumentar o consumo de proteínas, assim como para o fortalecimento de unhas e cabelos. Também é indicado em processos de cicatrização e recuperação de lesões e em processos de emagrecimento.

Benefícios do Colágeno 
  • Retarda o envelhecimento e previne rugas
  • Combate a flacidez da pele
  • Fortalece unhas e cabelo
  • Contribui para saúde dos ossos
  • Combate celulite e estria
  • Auxilia no funcionamento do sistema linfático

Modo de Consumo
O Colágeno é encontrado em pó ou cápsulas. Recomenda-se o consumo 10g (1 colher de sopa) de colágeno por dia, diluído em 200 ml a 250 ml de suco ou outro líquido de sua preferência, 30 a 60 minutos antes do jantar.

CHOCOLATE QUENTE LIGHT COM COLÁGENO

Ingredientes
2 copos de leite desnatado (400ml) 
1 colher (sopa) rasa de cacau em pó 
1 colher (sobremesa) rasa de amido de milho 
1 pitada canela em pó
2 colheres de sopa de colágeno 
Adoçante a gosto

Modo de Fazer
Dissolva o amido de milho em 1 copo de leite não aquecido. Em seguida, junte essa mistura ao outro copo de leite e leve ao fogo. Acrescente o cacau em pó e a canela e mexa até dissolver e ferver. Abaixe o fogo, adicione o colágeno à preparação e adoce à gosto. Para decorar a caneca, polvilhe cacau em pó e raspas de chocolate.

LECITINA DE SOJA E SEUS BENEFÍCIOS


O nome "lecitina" é originária da palavra grega lekithos, que significa gema de ovo, pois foi a partir dela que se isolaram, em meados do século passado, várias substâncias naturais ricas em fósforo, denominadas fosfatídeos. Essas substâncias desempenham importantes papéis no metabolismo orgânico, no transporte dos ácidos graxos ou gorduras pelo sistema cardiovascular. A lecitina é encontrada em vários tipos de alimentos, sendo a soja, sua mais rica fonte natural.

Os Benefícios da Lecitina
  • Poder Mental: a colina do fosfatidilcolina pode melhorar a memória, especialmente a perda moderada de memória associada com o envelhecimento. A lecitina e outros compostos contendo colina podem incrementar a memória em adultos normais, especialmente os indivíduos com a função relativamente fraca.
  • Coração: a lecitina de soja é também um importante emulsificante das gorduras, facilitando a sua digestão e ajudando na permanência da fluidez, tanto do colesterol como dos triglicerídeos, diminuindo a probabilidade de acúmulo destes nas paredes das artérias e consequentemente, prevenindo distúrbios cardiovasculares, como a aterosclerose, entre outros, bem como, contribui na prevenção dos distúrbios cardiovasculares de modos diferentes, mas complementares, por diminuírem os níveis sanguíneos de LDL e aumentarem o HDL e na regulação normal da pressão arterial, por promover o relaxamento dos vasos sanguíneos e permitir um melhor fluxo do sangue.
  • Saúde do Fígado: os cientistas sabem a algum tempo que a lecitina de soja e a colina são essenciais para a função e saúde hepática. Uma dieta alimentar pobre em colina, impede que o fígado processe adequadamente as gorduras, provocando uma conseqüência irônica de uma dieta alimentar ausente de gorduras e ovos, mas com persistência do aumento de peso. Alguns distúrbios hepáticos, à medida que o metabolismo anormal das gorduras prossegue, o colesterol e triglicerídeos podem se acumular no fígado, ocasionando o denominado fígado gorduroso. Alguns estudos demonstraram que a lecitina pode ser um tratamento coadjuvante significativo, neste e outras doenças do fígado.
  • Desenvolvimento Fetal e Infantil: a colina é considerada importante no desenvolvimento cerebral e mental do feto e da criança. A concentração de colina no leite materno é 100 vezes maior que o nível na corrente sanguínea da mãe. Por essa ração, é recomendado um nível de ingestão mais alto para mulheres grávidas ou em lactação.
  • Outros: a lecitina também pode reforçar a eficácia geral das terapias nutritivas em vários problemas específicos das mulheres, tanto nos distúrbios ginecológicos como mamários. Alguns pesquisadores referem que o inositol, integrante das vitaminas do complexo B, presente na lecitina de soja, relaxa organismo, atenuando a tensão nervosa e contribuindo para um sono repousante.
Formas de Apresentação
A lecitina de soja é encontrada em cápsulas, granulada, pó e emulsão.

CREME DE AVELÃ (NUTELLA)

Ingredientes
45g de avelãs tostadas, sem pele
30 g de chocolate (com 20% de manteiga de cacau)
30 g de chocolate branco
350 ml de leite integral
65 g de açúcar
1 g de lecitina de soja (emulsão)

Modo de Fazer
Bata no liquidificador por alguns minutos as avelãs, 1 colher de açúcar e a lecitina de soja até que não saia o óleo das avelãs. Reserve. Numa tigela, coloque o chocolate, 2 colheres de açúcar e 50 ml de leite e mexa bem até formar um creme bem denso. Acrescente pasta de avelãs, mais 50 ml de leite até obter um composto homogêneo e fluido e reserve. Leve ao fogo baixo, os 250 ml de leite restante, o açúcar e o chocolate branco até derreter por completo. Acrescente o creme reservado, mexendo sempre. Cozinhe por cerca de 40 minutos até obter um creme denso. Colocar o em um pote de vidro e só feche quando este esfriar. Utilize para o recheio de bolos, ou para passar no pão.

BOLO DE MAÇÃ


Ingredientes
Massa
2 maçãs picadas
½ xícara de damasco seco picado
¾ xícara (chá) de óleo
2 ovos inteiros
1 colher (sobremesa) de Lecitina de Soja Emulsão
2 xícaras (chá) Açúcar Mascavo 
1 xícara (chá) farinha de trigo branca
1 xícara (chá) Farinha de trigo Integral 
1 pote de iogurte desnatado
1 colher (sopa) de canela em pó
1 colher (sopa) de fermento em pó

Cobertura
640g de açúcar de confeiteiro, peneirado
80ml de água fervente

Modo de Fazer 
Numa tigela misture o óleo, as gemas e a lecitina de soja, acrescente o açúcar, as farinhas, o iogurte, a canela, as maçãs, os damascos, as claras em neve, o fermento e misture bem até formar uma massa homogênea. Coloque em uma forma untada e leve ao forno médio pré-aquecido por cerca de 30 minutos.
Para a cobertura, misture o açúcar e a água numa tigela até obter um glacê homogêneo. Espalhe a cobertura às colheradas sobre o bolo e deixe firmar. Decore com fatias finas de maçã com casca.

terça-feira, 26 de abril de 2011

A DOENÇA CELÍACA


A doença celíaca é caracterizada por uma intolerância ao glúten, uma proteína encontrada no trigo, aveia, cevada, centeios e seus derivados. Ela induz a produção de anticorpos ao glúten, que agem no intestino delgado, atrofiando-o. O resultado é a dificuldade de absorver os nutrientes dos alimentos, vitaminas, sais minerais e água.

A doença normalmente se manifesta em crianças até um ano de idade, a partir do momento em que começam a incluir em sua dieta alimentos que levam glúten ou derivados. Mas em alguns casos, ela se manifesta somente na idade adulta, dependendo do grau de intolerância. O atraso no diagnóstico leva a deficiências no desenvolvimento da criança e a diversas complicações.
 
SINTOMAS
Os principais são os gastrointestinais, como diarréias, intestino preso, perda de gorduras nas fezes. Mas é comum ainda a perda de peso, distensão abdominal, inchaço das pernas, anemias e sinais de desnutrição calórica, bem como:
 
• Dificuldade de adquirir peso e facilidade para perdê-lo
• Fraqueza geral
• Modificação do humor.
• Dificuldade para um sono reparador
• Fraqueza das unhas e queda de pêlos
• Anemia por deficiente absorção do ferro e da vitamina B12
 
O tratamento da doença celíaca é relativamente simples. Uma vez que a alimentação é controlada e a proteína é excluída da dieta, os sintomas desaparecem. Na maioria dos casos, em um curto intervalo de tempo.
 
A maior dificuldade é conviver com as restrições impostas pela dieta e com os novos hábitos alimentares. Grande parte dos alimentos industrializados possui glúten em sua composição e têm que ser cortados da alimentação por completo, como pães, massas, alguns doces, entre outros.
 
Infelizmente, a doença não tem cura e, mesmo com os bons resultados da dieta, o paciente deve ficar atento. Ele terá que segui-la para o resto da vida. Se voltar a ingerir glúten novamente, os sintomas voltam e podem levar até a quadros complicados.
 
ALIMENTOS PERMITIDOS
Os alimentos permitidos para os celíacos são:
• Cereais: arroz, milho
• Frutas: todas, ao natural e em sucos
• Gorduras: óleos, azeite, margarina, manteiga
• Laticínios: leite, queijo, e derivados
• Hortaliças: folhosos, legumes, tubérculos (batata, mandioca, inhame e cará)
• Leguminosas: feijão, soja, ervilha, grão de bico, lentilha
• Carne e Ovos: aves, bovinos, suínos, caprinos, miúdos, vísceras e peixes em geral

PÃO DE CENOURA SEM GLÚTEN

Ingredientes
2 ½ xícaras de creme de arroz
1 xícara de maisena, fécula de batata ou uma mistura das duas
1 cenoura média
2 claras de ovo
1 ½ colher (chá) de emustab derretido (emulsificante para sorvete)
4 colheres (sopa) de óleo
1 colher (chá) de sal
½ colher (sopa) de açúcar
1 colher (chá) de fermento biológico instantâneo
1 xícara de água

Modo de Fazer
Bata a cenoura com a água no liquidificador e reserve. Coloque numa vasilha a maisena, as claras, o óleo, o emustab derretido, o sal, o açúcar, o fermento e misture bem com as mãos. Numa panela esquente o “suco de cenoura” até ficar morno, despeje sobre a mistura e bata bem com uma colher de pau. Coloque numa forma bem untada, cubra com um pano de prato e deixe descansar por cerca de uma hora. Asse em forno médio pré-aquecido por 15-20 minutos.

FARINHA SEM GLÚTEN

Ingredientes
3 xícaras de farinha de arroz
1 xícara de fécula de batata
½ xícara de polvilho doce

Modo de Fazer
Misture todos os ingredientes e guarde num pote bem fechado. Utilizar para receitas de bolos, pães, biscoitos, salgados, etc.

TABULE DE QUINUA

Ingredientes

1 xícara (chá) de quinua em grão
2 xícaras (chá) de água para cozinhar a quinua
1 tomate médio sem pele e sementes, cortado em cubinhos
½ pepino cortado em cubinhos
1 cebola média picada
1 dente de alho grande picado
3 colheres (sopa) de salsinha picada
2 colheres (sopa) de hortelã picada
suco de ½ limão
2 colheres (sopa) de azeite de oliva extra-virgem
1 colher (chá) de sal marinho

Modo de Fazer
Cozinhe a quinua, em fogo médio, por 25 minutos, com a panela parcialmente tampada, até a água secar. Coloque a quinua para uma tigela e deixe esfriar. Misture todos os outros ingredientes à quinua. Mexa bem e leve à geladeira.

BOLO DE LARANJA COM NOZES SEM GLÚTEN

Ingredientes
Massa
4 colheres (sopa) maisena
4 ovos
3 colheres (sopa) suco de laranja
4 colheres (sopa) adoçante para forno e fogão
1 colher (sopa) fermento em pó
½ xícara de uvas passas
½ xícara de nozes picadas

Cobertura
½ lata de creme de leite batido no liquidificador
1 colher (sopa) maisena
1 copo de leite desnatado
1 colher (sopa) adoçante para forno e fogão

Modo de Fazer
Massa
Bata as claras em neve e depois acrescente o adoçante. Junte os demais ingredientes. Por último, coloque o fermento em pó. Tire a massa da batedeira e acrescente levemente as nozes picadas e as passas e leve ao forno médio pré aquecido por 40 minutos ou até assar.

Cobertura
Bata no liquidificador todos os ingredientes e, em seguida, leve ao fogo mexendo até engrossar. Cubra o bolo e enfeite com nozes inteiras.