sábado, 28 de abril de 2012

ÓLEO DE ARGAN

O Óleo de Argan também conhecido como moroccanoil, óleo de marrocos, óleo de argão, argania, ouro líquido do marrocos, ou ainda escova marroquina é uma resina oleosa obtida de uma árvore tipicamente marroquina, também conhecida como argan spinosa. Segundo pesquisas são necessários 100 kg de sementes para se obter apenas 1 litro do produto e por isso o Óleo de Argan tem um custo tão alto.
Suas propriedades terapêuticas incluem a beleza dos cabelos e pele, quando aplicado de uma forma pré-estabelecida.

Benefícios do Óleo de Argan
  • Vitamina E (tocoferóis): Poderoso antioxidante, age impedindo a ação dos radicais livres que causam i envelhecimento da fibra capilar.
  • Ômega 9 (ácido oleico): Extremamente lubrificante e emoliente, devolve a elasticidade, o brilho e a suavidade dos fios.
  • Ômega 6 (ácido linoleico): Fortalece a fibra capilar, evitando a quebra e reestruturando os fios.
  • Vitamina A: Outro poderoso antioxidante age nos fios impedindo seu envelhecimento e perda da maleabilidade.
  • Gorduras Insaturadas 80%: Melhoram o funcionamento das glândulas sebáceas responsáveis pela oleosidade natural dos fios. Sendo assim, promove a regulação desta oleosidade fazendo com que o resultado do tratamento seja duradouro.
Embora mais famoso em razão de seus benefícios no tratamento capilar, o Óleo de Argan também pode, na pele para prevenção de estrias, acne e espinhas, além de psoríase, rugas e eczemas, agindo ainda, como anti-inflamatório e anti-oxidante, bem como, para restaurar e fortalecer as unhas e proteger os lábios ressecados.

Utilização do Óleo de Argan

Há três maneiras diferentes de utilizar o óleo 

1. Aplicação do Óleo de Argan pré aquecido, em  forma de massagem, após a utilização do xampu e condicionador de costume, nos cabelos úmidos. Isso revitaliza os cabelos.

2. Aplicação do Óleo de Argan pré aquecido, em forma de massagem, após a utilização do xampu e depois finaliza os cuidados com um finalizador. Esse procedimento serve para nutrir os cabelos, dar mais leveza e
ainda agir como um protetor térmico antes da escovação e da chapinha (intrassublimação)

3. Aplicação do Óleo de Argam como finalizador de escova e chapinha, visando obter a reparação das pontas, deixar os cabelos mais macios, com brilho e controlar o frizz (pós-sublimação).

O Óleo de Argan também pode ser aplicado antes da tintura nos cabelos, para proteger sua estrutura molecular de qualquer tipo agressão da química (pré-sublimação).

MÁSCARA DE HIDRATAÇÃO CAPILAR COM ÓLEO DE ARGAN

Ingredientes
1 colher (café) de Óleo de Argan
1 colher (sopa) de abacate bem maduro
1 colher (sopa) de mamão papaia bem maduro
2 colheres (sopa) de iogurte natural

Modo de Fazer
Misture tudo e mexa bem até formar um creme homogêneo. Passe em todo o cabelo, mecha por mecha. Deixe agir por pelo menos uma hora e lave com um xampu neutro. Aplique a máscara de hidratação duas vezes por semana.

ÓLEOS ESSENCIAIS IV


 

RECEITA I

RECEITA II

sexta-feira, 27 de abril de 2012

FARELO DE AVEIA

O farelo de aveia é um alimento 100% natural, oriundo de um processo mecânico em que se retira a película que envolve o grão, rico em fibras solúveis (aquelas que se dissolvem em água e da qual o farelo é o principal representante) que traz o benefício de controlar as taxas de colesterol, e o seu consumo habitual diminui a taxa das LDL (lipoproteínas de baixa densidade ou mau colesterol) do sangue, bem como, têm a capacidade de absorver água e aumentar de volume, facilitando a formação do bolo fecal, estimulando os movimentos peristálticos dos intestinos. Além de controlar as taxas de colesterol e estimular o funcionamento do intestino, o farelo de aveia reduz o risco de câncer de cólon, de cálculos biliares e ajuda a perder peso.

Sugestão de Consumo
Recomenda-se o consumo diário de 40 gramas (três colheres de sopa) de farelo de aveia. Esta quantidade pode ser ingerida junto com uma salada de frutas, suco, iogurte, etc.

BOLO TRÊS AVEIAS

Ingredientes
4 ovos
1 ½ xícara (chá) de açúcar mascavo
¼ xícara (chá) de óleo
1 pote de iogurte natural desnatado
½ xícara (chá) de água½ xícara (chá) de aveia flocos finos
1 xícara (chá) de farinha de aveia
½ xícara (chá) de farelo de aveia
1 pitada de noz moscada
1 colher (sopa) de fermento em pó
1 colher (sopa) de açúcar de confeiteiro

Modo de Fazer
Separe as claras das gemas. Bata as claras em neve e reserve. Na batedeira, bata as gemas, o açúcar mascavo, o óleo, o iogurte e a água. Acrescente os três tipos de aveia, a noz moscada e, por último, misture  as claras em neve e o fermento. Coloque em uma forma untada e enfarinhada e asse em forno médio (180°C) pré-aquecido, durante 35 minutos. Depois de pronto, polvilhe o açúcar de confeiteiro.

BISCOITO DE QUEIJO COM FARELO DE AVEIA

Ingredientes
1 ovo
250 g de farelo de aveia
50 g de glúten
150 ml de leite
1 colher (café) de sal
75 ml de óleo de oliva ou girassol
2 colheres (sopa) de queijo parmesão ralado
100 g de gergelim torrado (opcional)
 
Modo de Fazer
Em uma travessa coloque o óleo, o leite e o sal. Adicione aos poucos o farelo, em seguida o glúten e por último o queijo ralado. Sove a massa até que fique bem fina e deixe descansar durante 1 hora. Após esse tempo, abra bem a massa, corte-a em forma de biscoitos e coloque-os em uma assadeira. Em seguida pincele-os com um ovo batido, polvilhe o gergelim e leve ao forno para assar, em  temperatura média durante 20 minutos.

FARINHA DE COCO

Obtida da polpa do coco seco e maduro, que após passar por processo de extração do óleo é desidratada e moída até ficar na consistência de um farelo, que lembra a farinha de mandioca. Em sua composição nutricional temos ferro, cálcio, sódio, fibras solúveis e insolúveis, proteínas e baixo teor de gorduras.

Segundo o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos, o teor de fibra alimentar do produto pode chegar a 58% e leva uma vantagem expressiva, quando comparado a outros alimentos bem populares na nossa alimentação. "A farinha de coco possui mais fibras do que os outros grãos: quatro vezes mais do que o farelo de aveia, três que a semente de linhaça moída e duas que o farelo de trigo”.

Benefícios da Farinha de Coco

• Auxilia no combate ao diabetes, devido a quantidade de fibras dietéticas no produto, diminui os índices glicêmicos (Pesquisa publicada no Journal of Medicine Food).

• Reduz o colesterol total, o LDL (colesterol ruim) e triglicerídeos.

• Combate a constipação intestinal devido ao alto índice de fibras.

• Auxilia na perda de peso, pois as fibras aumentam o tempo de esvaziamento gástrico, promovendo maior sensação de saciedade.

• Indicada para portadores de doença celíaca (intolerância ao leite), bem como, para pessoas com intolerância ao glúten.

• Auxilia no aumento da massa magra e prevenção da desnutrição, devido a presença de aminoácidos como arginina, alanina e cisteína.

• Contribui para melhorar a capacidade imunológica do organismo, devido a presença dos ácidos graxos (láurico e cáprico).

BISCOITO DE MILHO E FARINHA DE COCO

Ingredientes
1 xícara (chá) de farinha de milho amarela
1 xícara (chá) de polvilho doce
1 colher (chá) de fermento em pó
6 colheres (sopa) de açúcar demerara
5 colheres (sopa) de farinha de coco
1 ovo
5 colheres (sopa) de óleo de coco extra virgem
¼ xícara (chá) de leite de coco

Modo de Fazer

Triture a farinha de milho com as mãos até que fique fina. Adicione o polvilho doce, o açúcar, a farinha de coco, o óleo de coco e o fermento. Misture até obter uma massa homogênea. Em seguida, acrescente o leite de coco aos poucos e misture bem, caso grude nas mãos, adicione um pouco de farinha de coco. Modele os biscoitinhos. Asse em forno médio até dourar. Rendimento: 15 a 20 unidades.

FAROFA COM FARINHA DE COCO

Ingredientes
1 colher (sopa) de farinha de coco
1 colher (sopa) de gersal (gergelim torrado com sal e triturado)
1 colher (chá) de salsa picada
1 colher (café) de cúrcuma (opcional)
1 colher (chá) de orégano
1 pitada de pimenta do reino

Modo de Fazer
Misture todos os ingredientes e utilize em saladas.
Rendimento: 3 colheres de sopa.

quarta-feira, 25 de abril de 2012

ÓLEO DE ALHO

O Alho é uma planta milenar cuja origem se perdeu no tempo. Acredita-se que seja originária da Sicília ou da Ásia ocidental. Os babilônios o utilizavam contra enfermidades do aparelho respiratório, amebas e vermes, afecções cutâneas, inclusive a lepra. Os hebreus o tinham como um vegetal milagroso. Na pirâmide de Quéops encontraram-se registros do alho fazendo parte da alimentação diária dos escravos, pois lhes aumentava a força e a resistência.
Nas duas guerras mundiais, o alho funcionou como antibiótico, tal qual ao longo da história da humanidade. Hoje, as pesquisas científicas confirmam suas propriedades fungicidas e bactericidas em relação a mais de 60 diferentes tipos de fungos e 20 tipos de bactérias.
O alho possui vitaminas A1, B2, B6 e C, aminoácidos, antioxidantes, sais minerais (ferro, silício, selênio e zinco), enzimas e diversos compostos biologicamente ativos, como a alicina. O Óleo de Alho apresenta-se como um óleo límpido, de cor amarelo claro, com odor e sabor característicos.

Benefícios do Óleo de Alho

O Óleo de Alho atua como coadjuvante no tratamento da hipertensão arterial leve, auxilia na redução dos níveis de colesterol e na prevenção de doenças ateroscleróticas. É um anti-séptico das vias respiratórias e um grande auxiliar no tratamento e prevenção de gripes e resfriados, auxilia no tratamento de bronquites e combate vermes e lombrigas. O óleo de alho também  promove a desintoxicação do fígado e a eliminação dos agentes cancerígenos, embora sua propriedade anticancerígena em relação ao câncer do cólon, estômago, esôfago, mama e pele também seja atribuída à sua grande concentração de bioflavonóides. O alho funciona sob o binômio dose-resposta - a resposta do organismo depende da quantidade consumida.

ÓLEO DE PRÍMULA

O óleo de prímula é extraído das sementes da planta medicinal Oenothera biennis L. (Onagraceae), um arbusto originário da América do Norte. Essa planta arbustiva é conhecida em sua região natal como “evening primrose”, que significa que as suas flores amarelas delicadas tendem a abrir ao entardecer. O óleo extraído das sementes é comercializado por todo o planeta, pois é rico em ácidos graxos essenciais, como o ácido gama linolênico, oléico, palmítico, esteárico que não são fabricados pelo corpo naturalmente, bem como, cálcio e vitamina B.

Benefícios do Óleo de Prímula
  • fortalece o sistema imunológico.
  • reduz os níveis do colesterol ruim (LDL).
  • atua sobre tumores, e há evidências positivas dos efeitos antitumorais do GLA (ácido gama-linolênico) sobre células de câncer de mama, pâncreas, bexiga, etc.
  • regula as alterações hormonais nas mulheres durante a TPM e a menopausa.
  • previne o envelhecimento precoce da pele, retardando o aparecimento de rugas e pés de galinha, e também a  clarear manchas adquiridas com a exposição solar.
  • ajuda a diminuir significativamente a dor da artrite e reduzir a inflamação, especialmente nos casos de artrite reumatóide, devido ao seu teor de ABL.
  • atua como regulador da temperatura do corpo, regulando também a energia gasta pelo organismo nas atividades diárias.