quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

QUINUA: BENEFÍCIOS PARA A SAÚDE

A quinua é um grão consumido pela população andina da Bolívia há mais de 500 anos e foi considerado pela FAO (Food And Agriculture Organization) como o alimento de origem vegetal mais completo do planeta.


É uma excelente fonte de proteína de alto valor biológico, a sua combinação de aminoácidos é semelhante aos da dupla arroz e feijão. Cada grão contém 20 aminoácidos diferentes entre eles a lisina e a metionina, o que tornam a proteína da quinua completa e de boa absorção.

A quinua é uma ótima fonte de carboidrato de baixo índice glicêmico, que demora mais tempo para ser transformado em açúcar, evitando a produção de insulina em excesso, reduzindo o estoque de gordurinhas. Contém vitaminas A, E, do complexo B, sais minerais como: ferro, cálcio, magnésio, potássio, zinco e manganês, ácidos graxos ômega 3 e 6, gorduras que combatem o colesterol ruim e previnem doenças cardíacas, bem como, possui fitoestrógenos, substâncias naturais que imitam a ação de certos hormônios, ajudando a amenizar os sintomas da TPM e da menopausa.

Benefícios da Quinua
  • Acelera o metabolismo e consequentemente, queima mais caloria
  • Auxilia na prevenção de enfermidades crônicas, como osteoporose, câncer de mama, doenças do coração e outras alterações femininas decorrentes da carência de estrógenos na menopausa
  • Fortalece o sistema imunológico
  • Ajuda a combater anemias, problemas urinários e doenças do fígado
  • Regula as funções cardiovasculares
  • Auxilia a recuperação das fibras musculares
  • É útil para as crianças, pois contém lisina, um componente relacionado ao desenvolvimento da inteligência, da rapidez de reflexos e de outras funções como a memória e a aprendizagem.
A quinua também é considerada muito calórica. Cada 100 gramas correspondem em média 350 calorias. Por isso, deve ser utilizada de forma controlada. Pode ser encontrada na forma de grãos, farinha e flocos. Não contém glúten (proteína encontrada no trigo), sendo, portanto, uma ótima alternativa na alimentação dos celíacos (pessoas com intolerância ou alergia ao glúten).

• Grão: no Brasil circulam aqueles de coloração amarelada. Mas existem variações de tons vermelho e preto. Deve ser colocado em uma panela com água fervente, sal e cozinhar por quinze minutos. Proporção de 2 ½ xícaras (chá) de água para 1 xícara (chá) de quinua. Conservar em geladeira por até três dias. A quinua dessa maneira pode ser utilizada em cozidos, sopas, saladas, tortas, refogados, quibe, etc.

Flocos: é usado como os flocos de aveia – em salada de frutas, vitaminas, iogurtes e até polvilhado em sopas.

Farinha: pode entrar na lista de ingredientes de pães, massas, bolos, tortas, etc. ou adicionada à salada ou ao suco. Mas cuidado com os excessos: seu sabor residual costuma ser forte. Utilize 20% do farináceo da receita original e apenas complete com a farinha de quinua.

KIBE DE QUINUA E CÔNGRIO ROSA

Ingredientes
500 g filé de côngrio rosa sem espinhos
100 g quinua grão cozida
100 g batata cozida e espremida (purê)
100 g castanha do pará picada
2 colheres (sopa) de óleo de coco
2 colheres (sopa) de cebola ralada
1 litro de eite de soja
1 colher (sopa) de coentro picado
1 limão
1 ovo batido
sal e pimenta japalenha a gosto

Modo de Fazer
Tempere os filés de côngrio com sal e limão e deixe marinando durante 20 minutos. Numa panela, coloque o óleo de coco, frite a bem cebola, coloque os filés de côngrio, cubra com o leite de soja, acrescente o sal e a pimenta e deixe cozinhar por 10 minutos. Depis de cozido adicione o coentro picado. Coe o cozido de peixe para retirar o caldo. Numa tigela grande, coloque o peixe coado, a batata, a quinua, o ovo e misture bem até formar uma massa homogênea. Em um pirex untado, espalhe essa massa, acrescente a castanha do pará e leve ao forno pré aquecidodurante 15 mnutos.

GRATINADO DE QUINUA

Ingredientes
8 colheres (sopa) de quinua grão
12 rodelas finas de abobrinha
2 colheres (sopa) de requeijão ou creme de ricota
½ colher (sopa) de margarina
1 xícara (chá) de leite
1 litro de água
1 ovo inteiro
2 claras
1 colher (chá) de sal
½ cebola picada
3 colheres (sopa) de queijo parmesão ralado
1  colher (sopa) de farinha de rosca

Modo de Fazer
Ferva a água, acrescente sal a gosto e cozinhe a quinua por 10 minutos. Escorra bem a água e reserve a quinua. No liquidificador, bata o ovo, as claras, o leite, o requeijão, a margarina e o sal até formar um creme e reserve. Num refratário, distribua a abobrinha, a cebola e a quinua. Cubra com o creme batido e polvilhe o queijo e a farinha de rosca. Leve ao forno preaquecido a 180ºC e asse por 30 minutos ou até que o queijo fique dourado.

VINAGRE DE MAÇÃ: BENEFÍCIOS PARA A SAÚDE

O vinagre de maçã natural é proveniente de uma fruta a muito apreciada e possui mais de trinta elementos nutritivos fundamentais, mais de uma dúzia de sais minerais e enzimas essenciais, ferro, vitaminas B12, ácido fólico (bom no combate à anemia) e elementos antioxidantes (combatem os radicais livres que produzem a decrepitude do corpo). Possui também qualidades antissépticas (mata os micróbios infecciosos) e antibióticas (contêm bactérias inimigas dos micro-organismos deletérios). O vinagre de maçã natural extrai todos os minerais da maçã e do açúcar mascavo.

O vinagre de maçã natural é rico em sais de primeira importância para os processos bioquímicos do corpo, entre os quais o ácido málico, que entre outras funções, faz parte do chamado “ciclo de Krebs”, que sintetiza um conjunto de reações bioquímicas responsáveis pela produção de energia no interior das células. Ele ajuda também na absorção dos nutrientes e, ao mesmo tempo, combate bactérias do aparelho digestivo; evita a obstipação intestinal, apontada como a principal causa de muitas doenças, pois o vinagre de maçã natural ajuda na eliminação de substâncias tóxicas, produto da má alimentação e poluição ambiental, que se alojam no intestino e fígado. Nele também encontramos a pectina que auxilia nos processos digestivos, reduzindo extraordinariamente o colesterol e outras gorduras densas.

O vinagre de maçã natural é altamente diurético, ajuda na eliminação do excesso de líquidos. Possui qualidade antioxidante, anti-inflamatória e antibiótica excelente e controla o equilíbrio do pH do sangue e da pele.

Se o vinagre de maçã é benéfico em todas as idades, como elemento preventivo de acúmulo excessivo de cálcio e substâncias terrosas obstrutoras do sistema, mais útil ainda é para aqueles que em todas as circunstâncias, já se aproximam ou se encontram na 3ª idade, e ou estão doentes.

Sugestão de Consumo
Médicos naturalistas recomendam que se faça uso de 2 colheres de sopa de vinagre de maçã natural misturado à água antes ou após as refeições regularmente.

FARINHA DE FEIJÃO BRANCO

As propriedades do feijão branco colocaram este alimento na lista dos mais procurados por quem quer perder peso ou enfrenta uma dieta restritiva. Sua farinha contém minerais como: cálcio, ferro, potássio, magnésio, entre outros, vitaminas E, K e fibras além de uma proteína que favorecer o emagrecimento e a redução dos níveis de açúcar no sangue. A proteína presente nesse feijão é a faseolamina.

Pesquisas recentes descobriram que a faseolamina encontrada no feijão branco ajuda a emagrecer, atuando como um bloqueador natural de carboidratos e açúcares, pois é capaz de reduzir de maneira significativa à ação da enzima alfa-amilase; enzima responsável pela quebra e digestão desses carboidratos (amido que quando quebrado torna-se também a glicose que será absorvida pelo organismo) que ingerimos. Sem ação desta enzima, o organismo é incapaz de absorver as moléculas inteiras do amido e assim são eliminados naturalmente, sem acumular calorias, açúcares e gorduras no corpo, pois os carboidratos, se não utilizados como fonte de energia, são acumulados como gordura localizada. Este processo além de reduzir em cerca de 20% a absorção de carboidratos, também reduz consideravelmente a absorção da glicose. O que em alguns casos pode significar uma eliminação de até 4% do peso em apenas 30 dias. Esse mecanismo apresenta uma alternativa segura para as dietas de emagrecimento e para diabéticos que precisam diminuir a quantidade de açúcar circulante.

Sugestão de Consumo
Consumir 1 colher (chá) bem rasa, diluída em um copo de água ou suco, 30 minutos antes das principais refeições (duas vezes por dia). Lembrando que o consumo em excesso da farinha de feijão poderá provocar efeitos colaterais como diarreia, flatulência e náuseas.