sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

AÇÚCAR DE COCO: O ADOÇANTE NATURAL

Produzido de maneira rústica e sem adição de químicos, o açúcar de coco é uma alternativa mais natural e saudável ao refinado. O processo de extração é feito a partir das flores da palma de coco, cujo néctar é retirado e aquecido em uma caldeira, transformando-se em um caramelo espesso. Após isso, o produto é triturado em pequenos cristais, resultando em um açúcar mais grosso e com aspecto amarronzado.

Benefícios do Açúcar de Coco
  • Por não passar pelo processo industrial de refinamento ao qual é submetido o açúcar comum (ou branco), esta versão “integral” mantém as vitaminas e mineiras originais provindos da palma de coco e, por isso, é muito mais nutritiva.
  • Fonte de vitaminas e minerais: vitaminas do complexo B (B1, B2, B3, B6), ferro, zinco, potássio, magnésio, sendo muito mais rico em ferro, magnésio e zinco do que o açúcar mascavo (já conhecido por ser fonte de minerais).
  • O açúcar de coco possui baixo índice glicêmico, que favorece as pessoas com diabetes tipo 2. O açúcar de coco tem um índice glicêmico de 35, muito mais baixo do que o do refinado, que é de 68. Isso quer dizer que a liberação de energia no organismo é muito mais lenta, evitando picos de glicose no sangue.
  • É um adoçante não processado, não adulterado, não filtrado.
  • Sem conservantes e 100% natural
  • É conhecido como o adoçante mais sustentável do mundo.
Apesar dos benefícios, é importante notar que o açúcar de coco não é menos calórico do que o refinado. A diferença é que, enquanto o segundo apresenta alto teor calórico e quase nenhum teor nutritivo – ou seja, é uma caloria vazia – o segundo oferece as mesmas calorias com bastante nutriente.

MOUSSE DE CHOCOLATE COM AÇÚCAR DE COCO

Ingredientes
500 ml de leite desnatado
1 pacote de pudim em pó sabor chocolate diet
1 colher (sopa) de cacau em pó
3 claras
½ pacote de gelatina incolor
2 colheres (sopa) de açúcar de coco
Chocolate meio amargo ralado

Modo de Fazer
Em uma panela, misture o leite, o pudim e o cacau. Leve ao fogo e mexa até engrossar. Reserve e deixe esfriar.  Bata as claras até o ponto de neve, adicione o açúcar de coco e bata mais um pouco. Incorpore delicadamente as claras e a gelatina feita conforme a embalagem à mistura de chocolate. Distribua em taças e enfeite com o chocolate amargo ralado.

Fonte: Dieta Já

BLUEBERRY: BENEFÍCIOS

O blueberry é uma pequena fruta originária América do Norte, desde o sul dos Estados Unidos até o leste do Canadá. No Brasil é cultivada na região Sul com o nome de mirtilo, e a sua coloração azul arroxeada lembra a jabuticaba. De sabor exótico (doce-ácido), ganhou destaque devido as suas propriedades medicinais, sobretudo pelo seu elevado teor de antocianinas, pigmento de origem vegetal, conferindo-lhe os títulos de “fruta da juventude” e “fonte de longevidade

É uma fruta riquíssima em antioxidantes (bio flavonoides especialmente as antocianinas - que lhe dão a típica cor azulada) e sais minerais (zinco, potássio, cobre, magnésio, ferro, manganês e fósforo). A blueberry também contêm vitaminas do complexo B e  vitaminas A, C, E, fibra solúvel e insolúvel, como a pectina. Contêm ainda taninos, açúcares, riboflavina, resveratrol, ácido cítrico, málico e tartárico, além de possui baixo teor de gordura.

Benefícios do Blueberry

  Antioxidante: Dada a grande variedade de nutrientes presentes nessa fruta, vários estudos  realizados mostram que  o blueberry é uma das  frutas estudadas atualmente  que mais contêm antioxidantes, razão pela qual exercem atividades biológicas e funções sobre a saúde, como a prevenção de algumas doenças crônicas, doenças cardiovasculares, cerebrovasculares, aterosclerose e o diabetes assim como doenças degenerativas, como o Alzheimer. Os pesquisadores  dessa fruta atribuíram esses benefícios aos compostos naturais encontrados, principalmente às antocianinas.
 
  Reduz a gordura abdominal: Essa fruta com poucas calorias (em cada 100 gramas apresenta apenas 32 calorias), sem sombra de dúvidas, torna-se uma forte aliada nas dietas de emagrecimento. Estudos realizados pela Texas Woman’s University, nos Estados Unidos, indicam que o uso regular do blueberry ajuda a eliminar a gordura abdominal, graças aos polifenóis existentes em sua composição, que conseguem inibir a obesidade. Portanto,  quanto maior o consumo da fruta, maior é a redução das células de gordura.
 
  Reduz o colesterol: Estudos realizados nos Estados Unidos revelaram que a ingestão de blueberry pode diminuir os níveis  mau colesterol (LDL). Os pesquisadores supõem que isso ocorre porque a  fruta  melhora a função hepática, fazendo com que o colesterol ruim  seja varrido para fora da circulação muito mais facilmente.
 
  Previne o envelhecimento precoce: Devido a sua grande quantidade de antioxidantes, como o resveratrol, na sua composição, o  blueberry é capaz de neutralizar os radicais livres, responsáveis pelo envelhecimento, causados pelo estresse, poluição cigarro, produtos químicos, entre outros, que provocam flacidez e rugas na pele.
 
  Melhora a memória e a coordenação motora: A fruta protege o cérebro dos efeitos de deterioração cerebral associados à doença de Alzheimer. Estudos têm evidenciado que o consumo do blueberry  pode prevenir o declínio cognitivo durante o envelhecimento. Um destes estudos foi realizado com 70 idosos voluntários  por pesquisadores dos Estados Unidos e Canadá e publicado  no Journal of Agricultural and Food Chemistry, da Sociedade Química Americana, anunciando que suco de dessa fruta faz bem para a memória de adultos idosos. Segundo os pesquisadores, os resultados desse estudo levam a crer que o blueberry pode vir a ser benéfica não só para a melhoria da memória, mas também para reduzir ou retardar  o aparecimento de outros problemas cognitivos, frequentemente associadas com o envelhecimento, como a perda de memória.
 
  Visão: Estudos científicos têm sugerido que o blueberry previne doenças relacionadas à visão, como catarata e glaucoma, melhorando a capacidade de leitura e o foco da visão. As antocianinas presentes na fruta  têm a capacidade de  evitar ou reverter o problema, aumentando a capacidade visual.  Se você tem o hábito de ler muito, passar horas em frente ao computador, enfim “cansar suas vistas”, procure tomar o suco dessa fruta e veja os resultados.

  Ação anticâncer: Várias pesquisas com o blueberry estão sendo focadas em benefícios anti câncer, considerando ser esta fruta fonte de  ácido elágico e polifenóis, componentes que estimulam os mecanismos de eliminação de substâncias cancerígenas.

  Ação anti-inflamatória e proteção celular: Um estudo publicado no Journal of Nutrition em 2009 concluiu que o blueberry tem ação de proteção celular e anti-inflamatória, proporcionando benefícios ao metabolismo no combate às patologias associadas à obesidade
 
  Previne e trata doenças do aparelho urinário e digestivo: Estudos recentes sugerem que o blueberry, ajuda a prevenir e a tratar infecções no trato urinário, como a cistite. Tem o poder de aliviar sintomas de infecções urinárias e renais, impedindo a fixação e o desenvolvimento da E. Coli, bactéria responsável por infecções. Por ser rica em fibras e possuir propriedades antissépticas,  pode aliviar  inflamações do aparelho digestivo e regular o trânsito intestinal, contribuindo para o tratamento e prevenção da colite, diarreias e gases intestinais.
 
  Promove a saúde cardiovascular: O resveratrol presente no blueberry ajuda a prevenir processos oxidativos que levam a formação de aterosclerose, o que favorece também o fluxo sanguíneo. Além do mais, conforme publicado em janeiro de 2013 no periódico Circulation,  o consumo regular (3 vezes na semana) de blueberry pode diminuir o risco de ataques cardíacos em mulheres. Para os pesquisadores esse resultado deve-se ao fato dessa fruta oferecer grande quantidade de flavonoides, compostos com propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias, protegendo a saúde cardiovascular. A antocianidina também pode contribuir na redução da formação de placas de aterosclerose, o que favorece também o fluxo sanguíneo.
 
Reduz riscos de diabetes tipo 2: Essa frutinha desempenha um papel importante na dieta de quem tem diabetes, vez que reduz a taxa de açúcar no sangue. Um estudo realizado pelo Instituto Nacional de Saúde dos Estados Unidos afirma que consumir blueberrry regularmente pode ajudar a reduzir o risco de diabetes tipo 2. Segundo os autores desse estudo, alguns tipos de flavonoides presentes em grande quantidade nessa fruta podem estar por trás de seu efeito benéfico sobre o risco de diabetes.
 
  Promove a longevidade: Devido ao seu alto teor de antioxidantes, contribui para que o sistema imunológico fique mais saudável, deixando o organismo mais resistente contra doenças e infecções. É por si uma fruta com enorme potencial. Pelos benefícios que o consumo desta fruta possui para a saúde, tornou-se  conhecida como fruta da longevidade.
 
Sugestão de Consumo
O blueberry é encontrada in natura, desidratada e pode ser adicionada em sucos, licores, geleias, caldas, iogurtes, sorvetes, tortas, cremes e cereais, em cápsulas e suco solúvel. A recomendação é de consumir de 30 a 50g diárias.
 

BOLO DE BLUEBERRY

Ingredientes
225 g de mirtilo (blueberry) desidratado
1 colher (sopa) de farinha de trigo
125 g de manteiga
100 g de açúcar
¼ de colher (chá) de sal
1 colher (chá) de baunilha
2 gemas de ovos
200 g de farinha de trigo
1 colher (chá) de fermento em pó
1/3 xícara (80 ml) de leite
2 claras de ovos
5 colheres (sopa) de açúcar
 
Modo de Fazer
Bata a manteiga e 100 g de açúcar até obter uma mistura fofa. Acrescente o sal e a baunilha. Separe os ovos e reserve as claras. Adicione as gemas ao açúcar amanteigado. Volte a bater até formar um creme. Junte a farinha com o fermento. Adicione, alternadamente, o leite e a mistura de gema de ovo. Cubra os mirtilos com 1 colher (sopa) de farinha e acrescente-os à mistura.
Em uma tigela separada, bata as claras em neve até obter picos suaves. Acrescente 4 colheres (sopa) de açúcar, 1 colher (sopa) de cada vez, e volte a bater até formar picos firmes. Com cuidado, acrescente as claras à massa do bolo. Despeje-a na forma quadrada untada e enfarinhada. Polvilhe com 1 colher (sopa) de açúcar restante. Asse em forno Preaquecido o forno a 180ºC por 50 minutos ou até o teste do palito mostrar que o bolo está pronto.

quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

BIO RICH: FERMENTO LÁCTEO PROBIÓTICO

Saudável, natural, econômico e fácil de preparar.
 
Aproveite a praticidade de Bio Rich e tenha uma alimentação mais saudável em seu dia-a-dia. Bio Rich é um fermento lácteo probiótico especialmente desenvolvido para a produção caseira de iogurte natural. Com Bio Rich, você prepara o seu iogurte da maneira que mais gosta!
 
Bio Rich é um fermento lácteo probiótico que contém culturas selecionadas e superconcentradas de Lactobacillus acidophilus La-5, Bifidobacterium BB-12 e Streptococcus thermophilus, capazes de produzir um leite fermentado 100% natural, com sabor mais suave que o iogurte tradicional.
 
Os microrganismos La-5 e BB-12 têm a característica de serem probióticos, ou seja, promovem efeitos benéficos para quem os consome com regularidade. Dentre os vários efeitos benéficos, pode-se afirmar que tais microrganismos, quando ingeridos diariamente, contribuem principalmente para o equilíbrio da flora intestinal, para o aumento das defesas naturais do organismo e para uma melhor absorção dos nutrientes durante a digestão.
 
O que são microrganismos probióticos?
 
São microrganismos vivos que, quando ingeridos em determinado número, promovem alterações benéficas no hospedeiro pela melhoria do equilíbrio da microbiota gastrointestinal. Os microrganismos (bactérias) probióticos possuem propriedades de renovar a flora intestinal, aumentar as defesas naturais do organismo e promover uma melhor absorção dos nutrientes durante a digestão. Flora intestinal equilibrada é fundamental para uma vida mais saudável. Fatores como: estresse; maus hábitos alimentares; uso de medicamentos, principalmente antibióticos, entre outros, desequilibram a flora intestinal causando inúmeros problemas de saúde. Flora intestinal reduzida em pessoas de idade, bem como alterações alimentares durante viagens requerem uma renovação constante com microrganismos probióticos, que agem como prevenção e correção de distúrbios intestinais.
 
Além disso, muitas bactérias, independentemente de serem patogênicas ou benéficas, são destruídas pelos ácidos gástricos e sucos biliares, eutérico e pancreático, e com o passar dos anos, ocorre uma redução natural da flora intestinal. As culturas de bactérias probióticas presentes no fermento lácteo Bio RICH (La-5 e BB-12) são especialmente resistentes ao meio intestinal, o que garante seu ingresso e instalação no intestino. Sua ingestão diária ajuda a manter uma digestão equilibrada e uma vida mais saudável.
 
Benefícios do Bio Rich

• 100% natural
•  Saudável
• Sem conservantes
• Fácil de preparar
• Pode ser preparado com bebida à base de soja.
•  Mantém a flora intestinal equilibrada.
• Auxilia no trânsito intestinal. É fonte de proteínas e cálcio

PUDIM DE IOGURTE COM CALDA DE MARACUJÁ

Ingredientes
Pudim
1 lata de leite condensado
1 lata de creme de leite

2 xícaras (chá) de iogurte natural
½  xícara (chá) de açúcar
1 envelope de gelatina sem sabor

Calda

½ envelope de gelatina sem sabor
1 xícara (chá) de suco de maracujá
½  xícara (chá) de água fria
½  xícara (chá) de açúcar

Modo de Fazer

Pudim - Bata no liquidificador o iogurte, leite condensado, o açúcar e creme de leite. Por último, a gelatina já hidratada. Coloque em taças ou em uma forma de pudim e leve a geladeira.

Calda - Hidrate a gelatina com água em seguida acrescente o suco e o açúcar, leve ao fogo para engrossarum pouco. Desenforme o pudim e cubra com a calda fria.

GRÃO DE BICO: O GRÃO DA FELICIDADE

O grão de bico é riquíssimo em minerais como:  ferro, zinco, potássio, manganês, cálcio, magnésio e ácido fólico. Além uma grande quantidade de proteínas e aminoácidos.
 
O ferro disponível no grão-de-bico é mais bem aproveitado pelo organismo do que em outros grãos similares, como o feijão e a lentilha. Com relação às proteínas, a valor nutricional é muito superior à das demais leguminosas, porque essas proteínas são melhor aproveitadas pelo corpo.
 
O grão-de-bico também é considerado uma excelente fonte de manganês, mineral essencial que atua na síntese de diversas enzimas importantes, relacionadas à produção de energia e as defesas antioxidantes.
 
Aumento da Serotonina
O grão-de-bico apresenta uma boa biodisponibilidade, assegurando a oxigenação no cérebro. Há também a síntese de mielina — um isolante elétrico que permite uma condução mais rápida e eficiente dos impulsos nervosos - o que pode melhorar o raciocínio, a disposição física e também o humor.
É repleto de triptofano, aminoácido essencial para a produção da serotonina, aquela famosa substância que garante a sensação de bem-estar. Alguns estudos afirmam que o grão-de-bico possui o mesmo efeito que o chocolate na produção de serotonina, com a vantagem de estar livre das gorduras e carboidratos presentes no mesmo, o que conferiu ao grão-de-bico o título de “grão da felicidade”.
 
Saúde da Mulher
Ele acumula fito-estrógenos, por isso já começa a ser usado em terapias de reposição hormonal na menopausa. Essas substâncias, também chamadas de hormônios vegetais, têm se mostrado capazes de prevenir a osteoporose e problemas cardiovasculares (embora não tanto quanto a soja).
 
Saúde do Coração
O grão de bico, devido à sua grande quantidade de amido, é usado pelo nosso organismo como fonte de energia. É pobre em água e gorduras, e está isento de colesterol. O grão-de-bico ainda possui ômega 3 e 6, que evitam doenças circulatórias e coronárias.
Segundo estudos, o grão-de-bico é capaz de reduzir o colesterol total e o colesterol ruim (LDL). Os pesquisadores acreditam que o resultado esteja associado à presença dos ômegas-3 e 6, que estão relacionados à diminuição do índice de gorduras no sangue e à prevenção de doenças cardiovasculares, como infartos e AVC. As fibras presentes nessa leguminosa são geralmente solúveis em água, por isso o grão-de-bico também colabora para o bom funcionamento do coração, pois diminui a absorção de açúcar, gordura e colesterol.

KIBE DE GRÃO DE BICO

Ingredientes
1 xícara (chá) de trigo para quibe
2 colheres (sopa) de azeite
1 cebola picada
1 dente de alho amassado
suco de 1 limão
2 xícaras (chá) de grão-de-bico cozido e amassado
1 cenoura média ralada
1 Creme de Leite Caixinha
2 colheres (sopa) de folhas de hortelã picadas
2 colheres (sopa) de salsa picada
azeite para untar
molho de soja para pincelar
 
Modo de Fazer
Coloque o trigo em uma tigela e cubra com água. Deixe de molho por cerca de 40 minutos. Escorra bem a água e misture com o restante dos ingredientes. Coloque em um refratário médio (20x30cm) untado, alisando bem a superfície. Pincele com azeite e molho de soja. Faça desenhos com a ponta de uma faca na superfície e leve ao forno médio (180°C), preaquecido, por cerca de 30 minutos ou até dourar. Espere amornar, corte em quadrados e sirva com gomos de limão.

Fonte: Nestlé

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

ÓLEOS VEGETAIS

O óleo vegetal é uma gordura extraída de plantas formada por triglicerídeo. Geralmente extraído das sementes das plantas. Substância biocompatível. Apesar de, em princípio, outras partes da planta poderem ser utilizadas na extração de óleo, na prática este é extraído na sua maioria (quase exclusivamente) das sementes.
 
Óleo de Andiroba
A andirobeira é uma árvore de grande porte,  podendo chegar a 30 metros de altura, e ocorre em toda a bacia Amazônica. Seu nome significa “óleo amargo”. O óleo vegetal é um líquido amarelo, de sabor amargo, que  é extraído de suas sementes por prensagem, mas solidifica-se em temperaturas abaixo de 25º C, tornando-se uma gordura esbranquiçada. É muito conhecido pela medicina popular e oficialmente reconhecido como possuidor de propriedades anti-inflamatórias, analgésicas, antissépticas, cicatrizantes e para o trato respiratório.

Óleo de Argan
Nativo do Marrocos,  o óleo de argan é extraído por pressão a frio das sementes contidas em seu fruto. São necessários 60kg dos frutos aproximadamente para extração de 1 litro de óleo. Possui altíssimo teor de vitamina E, ômega 9, e fito esteróis raros, como  o schottenol e o espinasterol, que têm propriedades anti-inflamatórias e anti cancerígenas. O óleo de argan é antioxidante, antisséptico e fungicida. Muito indicado para os cuidados com o cabelo, agindo profundamente, nutrindo, tonificando e regenerando as fibras capilares.

Óleo de Arnica
A arnica pertence a família das Asteráceas, assim como o girassol, a camomila e a artemísia. Existem aproximadamente 30 espécies do gênero, e seu nome significa “pele de cordeiro”, em alusão às suas folhas suaves e peludas. Muito conhecida por sua propriedades analgésicas e antissépticas , a arnica montana é rica em ômega 6 e 9, nutrindo a pele e deixando-a mais saudável. A helenalina, uma lactona presente na arnica, possui forte  atuação anti-inflamatória e antitumoral, produzindo alívio em casos de contusão.

Óleo de Germe de Trigo
O trigo pertence a família das gramíneas, e é nativo do Oriente Médio, apesar de cultivado no mundo todo. Do latim, trigo “triticum”, significa “o que se tritura”. O óleo é prensado a frio a partir dos fragmentos de germe moídos. O germe de trigo é a ponta que faz germinar o grão de trigo, sendo este a parte mais nutritiva. O óleo vegetal é rico em ômega 6 e vitaminas A, B1, B2, B3, B6, D, E e F. Possui propriedades antioxidantes, revitalizantes, emolientes e nutritivas.
 
Óleo de Gergelim
O gergelim é uma planta herbácea que produz flores brancas, róseas ou vermelhas, e frutos com sementes oleaginosas. Nativo do Oriente, o gergelim é muito conhecido por conter muitas substâncias de valor nutritivo. O óleo de gergelim é extraído por pressão a frio de suas sementes. Possui alto teor de ômega 6 e 9, além de fito esteróis importantes e vitaminas  A, B1, B2, B3 e E. Antioxidante e anti-inflamatório natural. Na medicina ayurvédica, é considerado um dos melhores óleos, indispensável em diversos tratamentos.
 
Óleo de Girassol
O girassol pertence a família das Compostas, e seu nome científico deriva do grego, “flor do sol”, pois  ele acompanha a trajetória do sol, do nascente ao poente. De suas sementes, extrai-se o óleo vegetal muito utilizado no mundo todo. Deve-se atentar para sua forma de extração, que deve ser por prensagem a frio, sem refino e sem adição de produtos químicos, para que seus benefícios sejam aproveitados. O óleo possui alto teor de ômega 6, além de vitamina E e ômega 9 e um aminoácido importante: o triptofano, essencial para nosso cérebro produzir a serotonina.
 
Óleo de Semente de Uva
A videira é uma planta de clima temperado e seu cultivo é feito em regiões temperadas do mundo.  De sua semente é extraído o óleo vegetal, de cor esverdeada, muito rico em vitamina E (tocoferol) e ômega 6, bem como  vitaminas B1, B3, B5, C, D, F e polifenóis como o resveratrol, que  retarda o envelhecimento, inibindo a formação de radicais livres,  e aumentando a resistência de fibras colágenas, dentre outros benefícios. O óleo de semente de uva tem a textura mais fina, e por isso penetra mais rapidamente nos poros da pele.

Fonte: Phytoterapica.com.br

ÓLEO REDUTOR DE MEDIDAS E INCHAÇO ABDOMINAL

Ingredientes
2 colheres (sopa) de óleo de gérmen de trigo
1 gota de cada óleo essencial: laranja, alecrim, junípero e gerânio
 
Modo de Fazer/Usar
Misture os ingredientes e aplique no abdome, com movimentos circulares ascendentes por cinco minutos. Faça de uma a duas vezes ao dia, de manhã e à noite. Se realizado diariamente, a perda de 1 cm a 2 cm de barriga aparece já na primeira semana.

LOÇÃO PARA FIRMAR OS SEIOS

Ingredientes
2 colheres (sopa) de óleo de semente de uva
2 colheres (sopa) de óleo de germe de trigo
2 colheres (sopa) de colágeno em pó

Modo de Fazer/Usar

Em um vasilhame misture bem todos os ingredientes. Aplique sobre os seios com um algodão e deixe agir por 15 minutos, em média. Não é preciso massagear. Em seguida, retire o excesso com água abundante. Secar com uma toalha limpa e aplicar o hidratante de sua preferência. Essa loção pode ser aplicada até três vezes na semana.

ÓLEO DE ABACATE: BENEFÍCIOS

O óleo de abacate (Persea americana Mill) é extraído da polpa da fruta madura. É um óleo funcional, também conhecido como óleo das Américas que além das funções nutricionais básicas, quando consumido, como parte da dieta habitual, produz efeitos benéficos à saúde

Benefícios do Óleo de Abacate

Efeito anti-inflamatório - O óleo possui altas concentrações de vitamina E, que oferece ação antioxidante e anti-inflamatória ao organismo. A vitamina E oferece proteção contra os efeitos nocivos dos radicais livres, contra aterosclerose, inflamações das articulações e complicações provocadas pelo diabetes

Previne doenças cardiovasculares - Assim como o azeite de oliva, o óleo de abacate possui ácidos graxos monoinsaturados e poli-insaturados, que contribuem para a saúde do coração. O óleo age diminuindo os níveis triglicérides e colesterol ruim, sem alterar os níveis de colesterol  bom. Além disso, o óleo de abacate ajuda a prevenir o desenvolvimento de lesões das artérias, outro fator de proteção para doenças cardiovasculares.

Câncer de próstata - O óleo de abacate contém uma substância chamada beta-sitosterol, que inibe a enzima esteroide 5-alfa-reductase (relacionada à redução na produção de testosterona). Inibindo a ação dessa enzima, o organismo produz mais testosterona e evita um desequilíbrio hormonal, prevenindo o aumento progressivo da glândula da próstata e, consequentemente, o câncer de próstata, diz o nutricionista Wellington. O beta-sitosterol também age reduzindo a hiperplasia prostática, que é a dilatação da próstata.

Controle da glicemia - As gorduras insaturadas e o beta-sitosterol presentes no óleo promovem a aceleração dos processos metabólicos nas células, que produzem mais energia de forma eficaz. Com a respiração acelerada, a utilização de glicose é aumentada e isso contribui para o controle da insulina e do açúcar presente no sangue. Essa ação é benéfica para qualquer pessoa, mas em especial para quem tem intolerância ao açúcar, resistência à insulina e diabetes. 

Fortalece a imunidade - Por possuir uma combinação única de lipídios, fitoquímicos, vitaminas, ômegas e antioxidantes essenciais para a saúde, o óleo de abacate é muito eficaz para manter o sistema imunológico fortalecido e o corpo livre de radicais livres. Além disso, a enzima beta-sitosterol age aumentando a produção de células de defesa no corpo.

Ajuda no emagrecimento - Mais uma vez as gordura insaturadas e a beta-sisterol são as responsáveis por esse benefício. Eles controlam os níveis do hormônio cortisol que, em excesso, pode diminuir o gasto de energia e aumentar o apetite, a retenção de líquidos e a absorção de gorduras e açúcares.  O cortisol controlado evita o acúmulo de gordura abdominal e favorece o aumento de massa magra.

Protege os olhos contra doenças - Devido à presença abundante de antioxidantes como a luteína, vitamina E e glutationa, o óleo de abacate age na prevenção de doenças oftalmológicas. Esses antioxidantes agem impedindo o cristalino (conjunto de células dos nossos olhos responsável por focalizar as imagens) de ficar opaco, processo desencadeador por exemplo da catarata.  O óleo também possui vitamina A e carotenoides, nutrientes essenciais para a saúde dos olhos.

Rejuvenescimento da pele - As vitaminas A, D e E estão envolvidas no crescimento de células da pele e na sua regeneração. As vitaminas A e E têm fortes funções antibacterianas e anti-inflamatórias que promovem a cicatrização mais rápida e ajuda a prevenir cicatrizes, acne e dermatite. Além disso aumentam a proteção solar natural da pele. Estudos têm mostrado que a ingestão do puro óleo de abacate pode reduzir o aparecimento de manchas da idade, linhas finas e rugas. As vitaminas A e D presentes no óleo de abacate também são capazes de promover a produção de colágeno que podem  efetivamente retardar processo de envelhecimento da sua pele.

Sugestão de Consumo

O óleo de abacate é uma gordura saturada e não deverá ser consumido em excesso. O uso recomendado é de apenas uma colher de sopa, puro ou em molhos de saladas, refogar alimentos, regar hortaliças, entre outros, o que vale é a criatividade. Isso porque o óleo de abacate é estável, comparado aos demais óleos funcionais, e poderá ser utilizado em altas temperaturas que a sua estrutura química não será alterada.

SMOOTHIE DE MORANGO, BANANA E ÓLEO DE ABACATE

Ingredientes
½ xícara (chá) de morangos
2 bananas prata
1 xícara (chá) de bebida vegetal de arroz
½ xícara (chá) de iogurte desnatado
1 colher (sopa) de óleo de abacate
5 cubos de gelo


Modo de Fazer

Bata todos os ingredientes no liquidificador. Sirva gelado

terça-feira, 27 de janeiro de 2015

QUINUA: A PROTEÍNA EM GRÃO

Embora a quinua esteja muito na moda ultimamente, não é um produto novo. Trata-se de um alimento muito antigo que já era cultivado na América do Sul à 5000 anos, muito antes da liquidação de importantes culturas pré-colombianas como os Incas.

A quinua não provém da família dos cereais, mas graças à sua quantidade de amido e pela sua forma de consumo foi considerada popularmente como um cereal. Atualmente produzida na Bolívia, Peru, Equador, Argentina, Chile e Estados Unidos, este alimento está cheio de grandes propriedades que beneficiam o nosso organismo.

Para se ter uma ideia, a quinua é tão nutritiva que foi qualificada como o melhor alimento de origem vegetal para consumo humano pela Academia de Ciências dos Estados Unidos, por seu extraordinário valor nutritivo. Sendo comparada apenas, ao leite materno, com o valor de suas proteínas superior ao de todos os cereais.

Além das proteínas são encontradas: vitaminas A (importante para a saúde dos olhos), B1, B2 e B3 (relacionados ao bom funcionamento do sistema nervoso central), B6 (ligada aos processos inflamatórios), E e C (antioxidantes, ou seja, previnem danos as nossas células) e os minerais, ferro (previne anemia); fósforo e potássio (ligado ao bom funcionamento dos músculos), magnésio (relacionados aos processos anti-inflamatórios), zinco (constituinte do sistema imunológico) e o cálcio (contribui para boa formação dos ossos e dentes).

A quinua é considerada ainda, boa fonte de fibras o que contribui para o bom funcionamento do intestino, colabora na absorção do colesterol e da glicose. Possui ainda alto valor energético e rico em ômega 3 e 6 que ajudam manter a saúde cardiovascular. Rica em fito estrógenos, substâncias naturais que imitam a ação de certos hormônios e contribuem para amenizar os sintomas da TPM e da menopausa.
 
Este pseudo cereal pode ser encontrado em grão, flocos e farinha. O grão, que é a forma de mais fácil utilização, e o mais fácil de ser encontrado, pode ser preparado de várias maneiras: cozido e temperado como salada, preparado como arroz, e pode ainda ser utilizado no preparado de sopas, etc.  Pode-se utilizar também o flocos e a farinha para o preparo de mingau, pães, pudins, massa de panqueca, bolos biscoitos, entre outros. Além disso, a quinua não possui glúten (proteína encontrada no trigo), sendo, portanto, uma ótima alternativa na alimentação dos celíacos (pessoas com intolerância ou alergia ao glúten).

Sugestão de Consumo

Recomenda-se o consumo diário, sendo que a quantidade mínima é de 3 colheres de sopa, podendo ser associada a ingestão de alimentos ricos em vitamina C, para aumentar a absorção dos seus nutrientes.

SALADA DE QUINUA, DAMASCO E PEITO DE PERU

Ingredientes
½ xícara (chá) de quinua grão cozida
2 colheres (sopa) de damasco picado
1 colher (sopa) de cebola roxa picada
3 colheres (sopa) de tomate-cereja picado
½  pepino japonês pequeno picado
½  xícara (chá) de peito de peru cortado em cubos pequenos
2 colheres(chá) de hortelã picada
2 colheres (sopa) de folhas de manjericão fresco
½  xícara (chá) de maionese
10 folhas de rúcula
2 colheres (sopa) de amêndoas (em lâminas)


Modo de Fazer
Cozinhe quinua, utilizando, para cada medida de quinua, duas medidas de água, durante 10 minutos, em fogo médio, ou até os grãos dobrarem de volume.
Em uma tigela, coloque a quinua, o damasco, a cebola, o tomate, o pepino, o peito de peru, a hortelã, o manjericão, a maionese e a rúcula, e misture. Salpique a amêndoa por cima da salada e sirva em seguida.

Fonte: Chef Ivy Oliveira.

PUDIM DE QUINUA

Ingredientes
3 ovos
2 xícaras (chá) de quinua cozida
3 xícaras (chá) de leite desnatado
½  xícara (chá) de adoçante em pó para forno e fogão
1 colher (sobremesa) de suco de limão
1 colher (chá) de baunilha
1 xícara (chá) de coco ralado
1 xícara (chá) de damasco picado
coco ralado para cobertura


Modo de Fazer

Misture a quinua, o leite, o adoçante, os ovos e a baunilha. Junte o coco e o damasco aos poucos, suavemente. Coloque em uma assadeira de furo central untada e asse em forno médio (180C), preaquecido, até firmar. Espere esfriar, desenforme e salpique coco ralado. Sirva em seguida.

GERMEN DE TRIGO: BENEFÍCIOS


O gérmen de trigo, ou germe de trigo, é a parte mais nobre e bem pequena do grão de trigo e o nome é relativo à germinação, pois é dessa parte que uma nova planta surgirá, esta é a parte germinativa da semente.

Ele possui uma lista praticamente interminável de nutrientes, como as proteínas, minerais, vitaminas, etc., que garantem benefícios à saúde, especialmente a quem pratica atividades esportivas, já que estas pessoas tem maior desgaste físico e necessitam melhorar os níveis de resistência e a atividade cardiovascular.

Este importante suplemento é importante para todas as pessoas que desejam manter a saúde em ordem, prevenir doenças e garantir muitos outros benefícios que o gérmen de trigo pode proporcionar.

O gérmen de trigo possui mais nutrientes em 100 gramas do que qualquer outro grão ou vegetal. Veja o que esses nutrientes podem significar em nosso organismo e quais são eles:


• É muito rico em proteínas, contém 28% desse nutriente e supera a maioria dos produtos de carne. As proteínas são fundamentais para a construção e reparo dos músculos e também para ajudar os nutrientes a chegarem às células.

• Contém mais potássio e ferro que qualquer outro alimento;

• Protege o organismo de crianças das doenças, já que faz com que elementos nutritivos e vitais cheguem às células do organismo em desenvolvimento;

• Ajuda a regular o trânsito intestinal devido às fibras que fazem parte de sua composição;

• Possui vitamina B1, que colabora na redução dos níveis de glicose no sangue, sendo ótima, portanto, para pessoas diabéticas; também estimula o apetite e melhora o funcionamento do sistema nervoso, assim como o desenvolvimento do corpo e do coração;
.
• Rico em vitamina E, poderoso antioxidante poderoso.

• Beneficia todo o organismo, prevenindo a ação dos radicais livres, que causam o envelhecimento precoce;

• Previne câncer e outras doenças degenerativas;

• Ajuda a prevenir doenças cardiovasculares;

• Auxilia na prevenção da queda de cabelos e também auxilia na elasticidade na pele e tecidos musculares, já que age diretamente nas camadas de formação dos tecidos.

FAROFA DE GERMEN DE TRIGO E TALOS DE COUVE

Ingredientes
3 xícaras (chá) de gérmen de trigo
1 xícara (chá) de talos de couve orgânica cortado em lâminas finas
2 colheres (sopa) de óleo de coco
1 cebola roxa grande
Salsinha picada a gosto com os talos
Talos de cebolinha (parte branca) picados a gosto
Sal marinho a gosto


Modo de Fazer
Refogue a cebola no óleo de coco. Acrescente o gérmen de trigo e o sal marinho e Mexa bem, deixando torrar o gérmen de trigo. Adicione os talos de couve, a salsinha e a cebolinha. Misturar bem até cozinhar levemente os talos de couve.

Fonte: Mundo Verde

BOLO DE CACAU COM GERMEN DE TRIGO

Ingredientes
Bolo
1 xícara (chá) de farinha de trigo
2 xícaras (chá) de açúcar mascavo
1 xícara (chá) de farinha com fermento
½ xícara (chá) de gérmen de trigo
½ xícara (chá) de cacau em pó
2 xícaras (chá)  de água
2 colheres (chá) de baunilha
¾ xícara (chá) de óleo de coco
2 colheres (chá) de vinagre de maçã


Cobertura

1 xícara (chá) de açúcar mascavo
4 colheres (sopa) de leite de amêndoa
4 colheres (sopa) de cacau em pó
2 colheres (chá) de baunilha
8 colheres (sopa) de óleo de coco
coco ralado para polvilhar (opcional)
nozes para decorar (opcional)



Modo de Fazer
Bolo: misture todos os ingredientes secos e depois os úmidos mexendo sempre muito bem com uma batedor. Leva ao forno a 150ºC numa forma untada e enfarinhada por aproximadamente 40 minutos.

Cobertura: coloque em uma panela todos os ingredientes e leve ao fogo baixo mexendo sempre até engrossar um pouco. Coloque sobre o bolo morno, deixe esfriar um pouco e decora com o coco e as nozes.