sábado, 28 de setembro de 2013

CHIA: O GRÃO PRÓ SAÚDE

A Chia (Salvia hispânica) planta nativa da Guatemala, das regiões central e austral Mexicana e da Colômbia, foi um alimento muito popular entre incas, maias, astecas e outros povos pré-colombianos. Atualmente vem ganhando espaço e tem se tornado muito popular no Brasil.

Características da Chia
 
O sucesso da semente de Chia está relacionado aos nutrientes que a compõem, indispensáveis para o bom funcionamento do organismo.

• Ômega 3: A semente da Chia possui teor mais elevado de ômega 3 do que o encontrado em outras sementes. Contém mais ômega 3 que o salmão ou a linhaça, o qual ajuda a regular a pressão arterial e a reduzir as taxas de colesterol e triglicérides, e também, no tratamento e prevenção da depressão, ansiedade e agressividade.

• Cálcio: Contém seis vezes mais cálcio que o leite de vaca, sendo uma excelente opção para aqueles que apresentam osteopenia e osteoporose e para crianças e gestantes, pois auxilia na formação da massa óssea. Recentemente foi descoberto, que o cálcio também ajuda a queimar gordura do organismo.

Magnésio: Contém quinze vezes mais magnésio do que os brócolis. O magnésio reduz a incidência da síndrome metabólica, condição que inclui o acúmulo de gordura abdominal.

• Manganês e Fósforo: 100 gramas de Chia contêm 108% do manganês e 95% do fósforo demandados por um adulto numa dieta de 2.000 calorias/dia.

• Potássio: Possui 2 vezes mais potássio que a banana. É essencial para a contração muscular e desempenha um papel importante nas atividades físicas melhorando o ritmo de bombeamento do coração e movimento do corpo.

• Proteínas: 5% da composição da Chia é proteica. As proteínas são os nutrientes que o corpo utiliza para gerar energia, sendo essencial para formação dos músculos. Apenas 28 gramas da semente fornecem 9% da proteína que um adulto demanda, em média.

• Fibras: as sementes da Chia são mucilaginosas, ou seja, ricas em fibras (38 gramas fibras a cada 100g de chia) que ao entrarem em contato com a água, formam um gel no estômago. Diante dessa reação, a digestão torna-se mais lenta, a sensação de saciedade intensifica-se, a ingestão de alimentos passa a ser menor e consequentemente, ocorre à perda de peso. A mucilagem também favorece o trânsito intestinal e ajuda a eliminar as toxinas do organismo. As fibras também ajudam na redução da glicose, pois diminuem a velocidade com que o açúcar é absorvido no organismo, prevenindo o diabetes.

• Antioxidantes: a presença de flavonoides e, em menor quantidade, os ácidos cafeico e clorogênico provêm a Chia de efeito antioxidante comparável somente aos antioxidante sintéticos (comerciais). Os antioxidantes são capazes de bloquear o efeito prejudicial dos radicais livres que danificam as células levando desde envelhecimento precoce até doenças como câncer. Pelos altos índices de antioxidantes, as sementes de chia ajudam na prevenção e redução do tamanho do tumor e no número de metástases.

• Hidrofílicas: as sementes de Chia absorvem até 12 vezes o seu peso em água, mantêm o corpo hidratado sendo muito benéficas para desportistas.

Sugestão de Consumo
 
Para emagrecer: tomar 1 colher (sopa) de Chia, 30 a 40 minutos antes do almoço e antes do jantar, com água/suco ou colocar 1 colher (sopa) de Chia em 150 ml de água/suco, mexer e deixar repousar até criar um líquido ligeiramente gelatinoso e tomar 30 a 40 minutos antes do almoço e antes do jantar.
Suplemento alimentar: acrescente 1 colher (café) de semente de Chia as principais refeições.

Dicas
No caso de azia e refluxo gastro esofágico, colocar 1 colher (chá) de sementes de Chia num pouco de água, mexer e beber de imediato. Aguardar uns minutos e depois beber 1 copo cheio de água. Isso ajuda a absorver o excesso de ácido;
Como as sementes de Chia conseguem absorver várias vezes o seu peso de água formando uma espécie de gelatina, são ótimas como substituto do ovo.
Guardar a semente de Chia em um pote de vidro, na da geladeira. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário