terça-feira, 26 de novembro de 2013

SEMENTE DE ABÓBORA

A popularmente conhecida ação contra vermes não é comprovada, mas a semente de abóbora é cheia de nutrientes que fazem muito mais pela saúde. A versão fresca e crua, com ou sem casca, é a mais poderosa – melhor ainda se ficar de molho durante a noite e for batida com suco ou leite na manhã seguinte. Torrada e salgada, torna-se uma opção saudável de aperitivo.

Rica em ácidos graxos monoinsaturados, a semente de abóbora ajuda no tratamento de problemas de vesícula e próstata. O consumo diário de 10 sementes pode reduzir as taxas de colesterol e triglicérides. As vitaminas A, B1, B2 e E, niacina, ácido fólico, magnésio, zinco, ferro, cobre, potássio, manganês, cálcio e selênio reforçam a saúde do coração, prevenindo e tratando a hipertensão arterial.

Por ser excelente fonte de um aminoácido chamado triptofano, age no sistema nervoso central, despertando a sensação de bem-estar e melhorando o humor. O magnésio fortalece a imunidade e os músculos. Excelente fonte de fibras favorece o bom funcionamento do intestino, combatendo a prisão de ventre. Graças ao poder antioxidante da vitamina E, combate o envelhecimento precoce. Já os lipídios e a alta concentração de zinco melhoram a tonicidade dos músculos.

Pesquisadores da Universidade Federal do Rio de Janeiro comprovaram que a farinha de semente de abóbora, riquíssima em fibras, ajuda a prevenir e combater doenças intestinais, fazendo uma verdadeira faxina no organismo. Além disso, possui tocoferol, uma vitamina lipossolúvel antioxidante que previne doenças cardiovasculares, melhora a circulação sanguínea e a TPM.

Para preparar a farinha, basta bater as sementes torradas no liquidificador e passar pela peneira até obter um pó fino. Podem ser usada em receitas de pães, bolos, massas e biscoitos, substituindo parte da farinha de trigo, por exemplo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário