quinta-feira, 26 de junho de 2014

MEL: TIPOS E BENEFÍCIOS

Mel é um líquido viscoso e açucarado produzido pelas abelhas a partir do néctar recolhido de flores e processado pelas enzimas digestivas desses insetos, sendo armazenado em favos em suas colmeias para servir-lhes de alimento durante o inverno.

Existem dezenas de variedades de mel dependendo da floração, dos terrenos de obtenção e ainda da espécie de abelha produtora. Dessa forma variam em cor, aroma e sabor. Diferenciam-se na cor, indo do branco incolor, amarelo ao castanho principalmente. No que diz respeito ao néctar, pode provir de uma única flor (mel mono floral) ou de várias (mel plurifloral). Certamente não há mel rigorosamente monofloral, entretanto a presença de outro néctar em pequena quantidade não influi apreciavelmente no seu aroma, cor e sabor.

A cristalização do mel (chamada popularmente de mel "açucarado") é uma garantia da pureza do mesmo, podendo ser utilizado desse modo sem perda de nenhum de seus benefícios. Caso não queira consumi-lo assim, coloque em banho-maria até a temperatura de 40º C.

Além de ser utilizado como adoçante, o mel sempre foi reconhecido devido às suas propriedades terapêuticas. De um modo geral, o mel é constituído, na sua maior parte (cerca de 75%) por açúcares simples (glicose e frutose). O mel é também composto por água (cerca de 20%), por minerais (cálcio, cobre, ferro, magnésio, fósforo, potássio, entre outros), por cerca de metade dos aminoácidos existentes, por ácidos orgânicos (ácido acético, ácido cítrico, entre outros) e por vitaminas do complexo B, por vitamina C, D e E. O mel possui ainda um teor considerável de antioxidantes (flavonoides e fenólicos). Devido ao seu teor de açúcares simples, de assimilação rápida, o mel é altamente calórico (cerca de 3,4 kcal/g), pelo que é útil como fonte de energia.

Tipos de Mel

Mel Silvestre - Este tipo é o mais comum, ele é produzido em locais onde não há predominância de uma determinada planta. É utilizado como desintoxicante, para repor sais minerais, combater a fraqueza e o cansaço.

Mel de Laranjeira - Este tipo de mel é o menos conhecido, mas o que possui o sabor mais suave e coloração bem clara. É utilizado como calmante e revitalizador da flora intestinal.

Mel de Eucalipto - Este mel é produzido onde predomina as plantações de eucalipto. Ele é escuro, e tem um sabor forte. Este tipo é utilizado como expectorante, no combate a bronquite, gripes e resfriados e inflamações Bronco-Pulmonares.

Mel de Bracatinga – Este mel também é conhecido como Mel de Melato e é produzido de dois em dois anos. É um mel amargoso de cristalização pastosa, coloração parda, com aroma e sabor característico, não sendo muito agradável ao paladar, mas considerado como o mel mais forte, nutritivo e medicinal que se tem notícia.

Benefícios do Mel
  • Auxilia no controle de doenças cardiovasculares
  • Reforça o sistema imunológico
  • Regula a pressão sanguínea
  • Prevenindo a formação de gordura no fígado
  • Ajuda a eliminar as toxinas e favorece a digestão
  • Revigorante para pessoas cansadas e nervosas
  • Eficaz no combate tratamento e de problemas respiratórios e pulmonares tais como: gripe, resfriado e pneumonia
  • Ativa as funções do cálcio e do fósforo nos ossos, dentes e unhas
  • Tonifica e rejuvenesce a pele e os músculos

Obs: Crianças menores de um ano não devem consumir mel, porque não tem a flora intestinal e o sistema imunológico totalmente desenvolvido e o mel possui esporos da bactéria que causa o botulismo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário