sexta-feira, 29 de maio de 2015

ÔMEGA 3 E SEUS BENEFÍCIOS

Estudos revelam que o ômega 3 (presente em alimentos como o óleo de peixe) tem poderoso efeito anti-inflamatório, como na redução da inflamação nas articulações. Diminui o risco de artrite e retarda o envelhecimento precoce da pele, prevenindo rugas. Desempenha também papel de extrema importância na regulação da função celular e mantém a flexibilidade e elasticidade da pele, diminuindo também os efeitos negativos dos raios UV sobre a pele.

Ajuda também na saúde ocular, pois previne a síndrome do olho seco e o desenvolvimento da degeneração macular. Mais importante, seu uso previne doenças como: doença de Alzheimer, diabetes, hiperatividade, distúrbios de déficit de atenção e depressão.


A memória, a agilidade de raciocínio, o humor; tudo isso pode ser influenciado pela presença ou não desse ácido graxo essencial em nosso cérebro. Mais de 20% de nosso cérebro é formado por substâncias gordurosas que tem importantes  funções. O ômega 3 é componente da membrana externa das células do cérebro; sendo que todos os sinais nervosos fluem através dessa membrana. A deficiência de ômega 3 nessas membranas faz com que o cérebro fique “preguiçoso”, tornando as respostas mais lentas e, se a situação se torna frequente, o cérebro entende que esta é sua nova maneira de funcionar. Aí começam os problemas de memória, dificuldade de aprendizado e variações de humor se torna constante.

Os benefícios do ômega 3 vão muito além dos citados acima. O consumo regular de ômega 3 pode auxiliar a:

• Diminuir o desconforto da TPM
• Fortalecer o cérebro
• Normalizar a circulação sanguínea e o ritmo do coração
• Evitar doenças auto imunes
• Controlar da pressão arterial
• Dificultar o desenvolvimento de processos inflamatórios
• Combater a osteoporose por aumentar a absorção do cálcio
• Diminuir os níveis de triglicerídeos no sangue

Alimentos com Ômega 3

Os alimentos com maior quantidade de ômega 3 são:

Sardinha, arenque, salmão, atum

Semente de chia, semente de linhaça

Gema de ovo e nozes

O ômega 3 é subdivido em duas partes, uma de cadeia longa e outra de cadeia curta, sendo que o mais desejado para o consumo humano, pelo seu potencial no organismo, é o ômega 3 de cadeia longa e este só é encontrado nos peixes de águas profundas.

Sugestão de Consumo
A dose diária recomendada de ômega 3 é de 250 mg para adultos; 100 mg para crianças e de 450 mg na gravidez. Consumir peixe de 3 a 4 vezes por semana já é o suficiente para suprir as necessidades semanais de ômega 3.

Quem tiver dificuldade em encontrar os peixes ricos em ômega 3 ou for vegetariano, pode recorrer a suplementos de ômega 3 puro, diariamente, mas sempre sob orientação de um nutricionista.

Nenhum comentário:

Postar um comentário