sexta-feira, 29 de maio de 2015

ZINCO: BENEFÍCIOS PARA A SAÚDE

O zinco é um mineral importante, sendo essencial para que inúmeras reações químicas ocorram no organismo. Ele está presente em mais de 300 enzimas, intervém no funcionamento de certos hormônios e é indispensável à síntese de proteínas, à reprodução e ao funcionamento normal do sistema imune.

O zinco é necessário para a diferenciação das células do sistema imunológico, diferencia os linfócitos que percebem o invasor em células que o atacam e eliminam. A deficiência de zinco está associada a uma maior susceptibilidade às infecções virais, uma vez que ele interfere na síntese das imunoglobulinas e na manutenção da função imune.

De acordo com especialistas, o zinco desempenha importante papel na reprodução, necessário para ovulação, produção e maturação do esperma e fertilização. A deficiência de zinco pode levar a diminuição do desejo sexual em mulheres e impotência nos homens.

Além disso, a deficiência de zinco também é prejudicial para o paladar e digestão que acarreta redução da percepção do gosto, com isso ocorre redução do apetite e a ingestão alimentar será prejudicada. O zinco apresenta ainda importante ação no processo digestivo, pois auxilia na produção de ácido clorídrico, além de formar várias enzimas envolvidas na digestão dos alimentos.

O mineral participa ainda da formação de uma enzima cujo desequilíbrio pode ocasionar distúrbios de atenção. Quando há falta de zinco, podem ser observados sintomas como diminuição de memória, concentração e convulsões. Em casos mais graves de deficiência podem ocorrer distúrbios de comportamento.

O zinco é fundamental para o adequado crescimento e desenvolvimento de crianças, sua deficiência pode acarretar diminuição da atividade motora, do desenvolvimento cognitivo e da massa óssea.

O Zinco e a Saúde

Osteoporose : O zinco promove aumento da atividade da vitamina D e é essencial para a formação óssea. A deficiência de zinco durante o crescimento pode prejudicar o acúmulo de massa óssea, também aumenta o risco de desenvolvimento de osteoporose, pois pode levar a queda significativa da massa óssea.

Diabetes: O zinco é um componente da insulina, atua como regulador da atividade da mesma. O zinco estimula a insulina a se ligar em receptores das membranas celulares, o que promove a entrada da glicose na célula.

Pele e Unhas: Nutriente necessário para a cicatrização e produção de colágeno, proteína que dá sustentação a pele, está relacionado à manutenção de uma pele saudável. Sua deficiência pode ocasionar lesões na pele, má cicatrização, acne, manchas brancas nas unhas, entre outros problemas. Além disso, apresenta ação antioxidante, por isso está relacionado à prevenção do envelhecimento precoce da pele.

Alimentos, Fontes de Zinco

Grão de bico
Leguminosas: ervilha, lentilha e feijão
Cereais Integrais: arroz e aveia
Oleaginosas: castanha de caju, nozes, amêndoas, gergelim, etc.
Frutas: abacate, abacaxi, ameixa, banana, figo, framboesa, maçã, manga, melão e morango, entre outras
Legumes: abóbora, acelga, alface, agrião, batata, batata-doce, beterraba, brócolis, cebola, cenoura, couve e couve-flor
Carne: fígado
Frutos do Mar: Ostras, peixe
Outros: ovos, leite, semente de abóbora

Fonte: Zero Hora

Nenhum comentário:

Postar um comentário